Visualizações

169

O Texto Multimodal e os Construtos Identitário-ideológicos no Discurso Político do Facebook

Esta pesquisa apresenta como escopo o estudo da inter-relação entre identidade, ideologia e discurso político no texto multimodal presente nas postagens das Páginas no Facebook.

Considerando os Estudos Críticos do Discurso e a Análise do Discurso Multimodal, além de sua base multidisciplinar, como Filosofia, Comunicação e Ciência Política, estabelecemos como objetivos: analisar os elementos verbais e visuais utilizados para marcar, ideologicamente, as páginas; observar de que modo esses elementos encaminham à construção da identidade verbo-visual dessas páginas, ao se posicionarem frente às questões Políticas; e verificar as categorias de estrutura das ideologias de cada página (VAN DIJK, 2011), as estratégias que envolvem uma autoapresentação positiva em detrimento da ênfase negativa do opositor (VAN DIJK, 2010) e os sistemas de composição do texto multimodal (KRESS; VAN LEEUWEN (2006 [1996]). Temos por hipóteses que a construção da identidade das páginas do Facebook ocorre a partir das postagens; as marcas ideológicas omitidas no momento de definição inicial revelam-se na interação; a presença de traços ideológicos na relação discursiva verbo-visual constitui-se o elemento essencial à constituição identitária; e a inter-relação identidade, ideologia e discurso político acontece na composição dos elementos visuais e verbais. Para atingir os objetivos, determinamos como corpora, quinze Páginas; em cada uma, selecionamos as fotos de perfil e de capa e duas postagens, a partir da identificação do eixo ideológico. Analisamos as publicações do período entre 2017 e 2018, por considerá-lo ápice de momentos de intensa polarização no Facebook. Procedemos à discussão teórica a partir de quatro eixos de estudo. No primeiro, buscamos compreender a relação entre modernidade, discurso político e novas mídias, recorrendo a teóricos como, Giddens (1991a), Bauman (2001) e Charaudeau (2009), que definem modernidade; Jenkins (2009), ao tratar da cultura de convergência; Crystal (2006), Ferrari (2010), Barton e Lee (2015), Naughton (2011), que consideram a internet como fato social; Castells (2003, 2017 [1999]), Lévy (2011), ao discutirem sobre as comunidades online ou virtuais; Charaudeau (2011), Chilton (2004) e Palumbo (2013), ao destacarem a emergência das práticas discursivas, a partir do discurso político. No segundo eixo, objetivamos o entendimento do conceito de ideologia, recorremos, principalmente a van Dijk (2011), Thompson (2011[1990]), Eagleton (1997). O terceiro constitui-se da discussão sobre identidade, com base nos estudos de Giddens (1991a, 2002), Hobsbawn (1996), Hall (2000, 2006), Bauman (2001, 2005), De Fina (2011), Aquino e Palumbo (2016), Charaudeau (2016), Castells (2017 [1999], 2018 [1999]). E, no quarto, discutimos sobre multimodalidade e reflexividade, com suporte teórico em Giddens (1991b), Kress (1998, 2003, 2010), Bateman (2014), Fairclough, Mulderrig e Wodak (2011), Gonçalves Segundo (2011), Barton e Lee (2015), entre outros; Gramática do Design Visual, a partir de Kress e van Leeuwen (2006 [1996]), Kress (2003), Saint-Georges (2004), Norris (2004); e práticas discursivas e multimodais digitais, de acordo com van Dijk (2009), Georgalou (2017), Jones, Chik e Hafner (2015). A partir das análises, concluímos que a seleção dos recursos na composição da mensagem tem como ponto de partida a questão identitária, atrelada ao viés ideológico, no caso do texto multimodal de cunho político, que se manifesta no Facebook, representando a ágora moderna, na qual os atores sociais, organizados em comunidades, constroem uma interação digital polarizada, alimentada continuamente por conflitos. 

O Texto Multimodal e os Construtos Identitário-ideológicos no Discurso Político do Facebook

DOI: 10.22533/at.ed.390211801

ISBN: 978-65-5706-739-0

Palavras chave: 1. Análise do discurso. 2. Comunicação de massa. 3. Discurso político. 4. Identidade. 5. Ideologia. 6. Texto multimodal. I. Pinto, Josane Daniela Freitas. II. Título.

Ano: 2021

Autores

  • JOSANE DANIELA FREITAS PINTO