Visualizações

442

Milhos das Terras Baixas da América do Sul e Conservação da Agrobiodiversidade no Brasil e no Uruguai

Sou apenas a fartura generosa e despreocupada dos paióis. [...] Sou o milho. 

Cora Coralina

Como o milho duro, que vira pipoca macia, só mudamos para melhor quando passamos pelo fogo: as provações da vida.

                                                                                        Rubem Alves

Por fim treze deuses sagrados encontram a solução, do milho então são criados, os seres humanos de então.

Ana Abel

 

Este livro é um convite para você percorrer os caminhos trilhados pelo milho nas Terras Baixas da América do Sul em épocas remotas e na atualidade. Nessa viagem, vamos interagir com povos indígenas, vamos conversar com agricultores, conhecer pesquisas genéticas e linguísticas e saber como esse cultivo está tão intimamente ligado à história humana no continente americano. Sabe-se que, em suas muitas variedades, o milho foi o alimento básico não apenas dos povos andinos, desde tempos imemoriais, mas também dos povos da Amazônia, da Caatinga, do Cerrado, da Mata Atlântica, do Pantanal e dos Pampas brasileiros e uruguaios.  

Transformado em poesia por Cora Coralina, em filosofia por Rubem Alves, que compara o amadurecimento humano à transfiguração do milho de pipoca em “flor branca e macia”, considerada alimento sagrado pelo Candomblé, o milho nos alimenta e alimenta também nossos animais, vira boneca de brinquedo para as crianças, carrega os paióis de fartura, propicia festejos agradecidos, em especial no mês de junho, tempo da colheita. O milho é pura benção!

Na América Central e também nas terras altas da América do Sul, o milho tem muitos registros relacionados a sua história, seus mitos e ritos. Dos muitos que tive a oportunidade de conhecer, destaco o mito da criação dos humanos a partir do milho, encontrado na tradição do povo Maia, cujos deuses teriam antes tentado humanizar o barro e a madeira, sem sucesso, como no poema de Ana Abel.

O grande diferencial da viagem que faremos ao ler este livro será conhecer a história do milho e como ele se dispersou, partindo da Amazônia até chegar ao Uruguai. As populações pré-colombianas que viviam nessa região das Américas eram muito pródigas em construir caminhos e o milho, acompanhando os humanos, chegou e pode ser amplamente encontrado nos principais biomas da América do Sul.

A agrobiodiversidade é também representada neste livro, que renova conceitos cientificamente consolidados sobre raças de milho, apresenta a conservação em sistemas agrícolas tradicionais, inclui as sementes crioulas e a diversidade de nosso principal cultivo nativo, a mandioca. Ao promover o diálogo desses conceitos com o conhecimento dos povos indígenas e dos agricultores que manejam essa diversidade a cada safra, estudos etnobotânicos realizados em todos os biomas enriquecem muito o conhecimento aqui apresentado.

O livro finaliza com experiências inspiradoras para o manejo da agrobiodiversidade. Vamos conhecer a criatividade e a paixão envolvida nos trabalhos que ampliam e conservam a diversidade genética, que estão sendo realizados atualmente por indígenas, povos e comunidades tradicionais e agricultores. 

Aqui você vai aprender, se inspirar e viajar... pegue a pipoca (que nesse neste livro você também vai conhecer melhor) e siga conosco nesses caminhos que se renovam...

Dra. Patrícia Bustamante – Embrapa Alimentos e Territórios

Milhos das Terras Baixas da América do Sul e Conservação da Agrobiodiversidade no Brasil e no Uruguai

DOI: 10.22533/at.ed.730201011

ISBN: 978-65-5706-573-0

Palavras chave: 1. Agricultura familiar. 2. América do Sul. 3. Brasil. 4. Uruguai. 5. Agroecologia. 6. Agrobiodiversidade. 7. Milhos. I. Silva, Natália Carolina de Almeida (Organizadora). II. Costa, Flaviane Malaquias (Organizadora). III. Vidal, Rafael (Organizador). IV. Título.

Ano: 2020

Autores

  • ADRIÁN CABRERA
  • AMAURI SIVIERO
  • ANA DÍAZ
  • ANA LUIZA MELGAÇO RAMALHO
  • ANA NICOLA
  • BEATRIZ BELLENDA
  • BELÉN MORALES
  • BRENO DE MELLO SILVA
  • CARMEN REJANE FLÔRES WIZNIEWSKY
  • ELIZABETH ANN VEASEY
  • EMANOEL DIAS DA SILVA
  • FÁBIO DAL SOGLIO
  • FABRICIO BIANCHINI
  • FLAVIANE MALAQUIAS COSTA
  • GABRIEL BIANCONI FERNANDES
  • GASTÓN OLANO
  • GIOVANE RONALDO RIGON VIELMO
  • IANA SOMAVILLA
  • INDEXAR
  • IRENE MARIA CARDOSO
  • JOSÉ GERALDO WIZNIEWSKY
  • JOSÉ OZINALDO ALVES DE SENA
  • LAURA SANCHEZ
  • LAURO SARAIVA LESSA
  • LIA REJANE SILVEIRA REINIGER
  • LIS SOARES PEREIRA
  • MARIANA VILARÓ VARELA
  • MARIANO BELTRÁN
  • MARIELEN PRISCILA KAUFMANN
  • MARLOVE FÁTIMA BRIÃO MUNIZ
  • MARTA HOFFMANN
  • MICHELE LAFFAYETT DE CAMPOS
  • NATALIA CABRERA
  • NATÁLIA CAROLINA DE ALMEIDA SILVA
  • PAOLA CORTEZ BIANCHINI
  • PAULO ANCHIETA FLORENTINO DA CUNHA
  • RAFAEL VIDAL
  • RAQUEL STRACCONI
  • REBECA MASCARENHAS FONSECA BARRETO
  • RENATO ANTONIO GAVAZZI
  • SANTIAGO CAGGIANNI
  • SEBASTIÁN SILVEIRA
  • STELLA FAROPPA
  • VALENTINA ALBERTI
  • VIVIANE CAMEJO PEREIRA
  • XIMENA CASTRO
  • YOLANDA MAULAZ ELTETO

Artigos