Visualizações

2

CARACTERÍSTICAS DO GÊNERO OPINATIVO NAS REVISTAS VEJA SAÚDE E VIVA SAÚDE

Este capítulo tem como principal objetivo discutir aspectos característicos encontrados em matérias jornalísticas opinativas selecionadas das Revistas Veja Saúde e Viva Saúde, de edições lançadas no ano de 2021. Ao todo nossa amostragem compreende seis edições sendo três de cada publicação. Estas revistas têm predominância de matérias informativas, mas em alguns casos específicos os redatores optaram pelo gênero opinativo que enfatiza mais a visão do emissor. Nossa pesquisa está ancorada nas classificações jornalísticas de autores presentes nas ciências da comunicação como Luiz Beltrão, José Marques de Melo e Manuel Chaparro. Apresentamos ainda uma breve discussão acerca das temáticas apresentadas e uma possível concepção de saúde que emana de tais publicações. Por fim, por meio de dados quantitativos dialogamos com o conteúdo selecionado e buscamos apresentar possíveis reflexões e tendências que emergem da análise das revistas.

CARACTERÍSTICAS DO GÊNERO OPINATIVO NAS REVISTAS VEJA SAÚDE E VIVA SAÚDE

DOI: 10.22533/at.ed.4092114102

Palavras chave: Gênero opinativo. Jornalismo de Revista. Notícia. Reportagem. Sáude.

Keywords: Opinionated genre. Magazine Journalism. News. Reporting. Cheers.

Abstract:

The main objective of this chapter is to discuss characteristic aspects found in journalistic articles selected from the journals Veja Saúde and Viva Saúde, from editions released in 2021. In all, our sample comprises six editions, three of each publication. These magazines have a predominance of informative articles, but in some specific cases the editors opted for the opinionated genre that emphasizes more the issuer's vision. Our research is anchored in the journalistic classifications of authors present in communication sciences such as Luiz Beltrão, José Marques de Melo and Manuel Chaparro. We also present a brief discussion about the themes presented and a possible conception of health that emanates from such publications. Finally, through quantitative data, we dialogued with the selected content and sought to present possible reflections and trends that emerge from the analysis of the magazines.

Autores

  • Miguel Rodrigues Netto