Visualizações

14

REDES SOCIAIS VIRTUAIS (Instagram e Facebook): APOIO MÚTUO E INFLUÊNCIA PSICOLÓGICA DIANTE DA VIVENCIA DA INFERTILIDADE

A infertilidade é considerada uma das experiências mais angustiante de quem deseja ter filhos, causadora de expressivo estresse psicológico. Para muitas mulheres, o tornar-se mãe é considerado o maior acontecimento da vida. No tratamento da infertilidade, os procedimentos médicos, simples ou complexos, geram um turbilhão de emoções, sintomas de ansiedade e depressão. Contudo, os avanços técnico-científicos da contemporaneidade podem contribuir com o tratamento. Diante da proliferação de comunidades virtuais o foco deste estudo é compreender a influência psicológica das redes sociais virtuais na vivencia da infertilidade e interpretar de que maneira essas redes fornecem apoio para mulheres, homens e/ou casais inférteis. A pesquisa tem caráter quanti-qualitativo de base exploratória e foi realizada através da análise das narrativas encontradas nas redes sociais virtuais (Instagram e Facebook com mais de 1000 seguidores). Para que os dados fossem interpretados, foi implementada a técnica de Análise de Redes Sociais com auxílio do software Iramuteq. O referido programa fez uma análise textual e lexical quantitativa, considerando a palavra como unidade. Foram pesquisados 60 perfis e escolhidos 28 contendo as denominações “tentantes” e “gestantes” e posteriormente, identificadas seis classes de vocabulários. Tais classes foram interpretadas por meio de ferramentas contidas no software como Dendograma, Análise Fatorial de Correspondência e Análise de Similitude. As análises de narrativas demostraram que os perfis de tentantes e gestantes, são redes de relações interpessoais e apoio mútuo que servem como ferramenta de expressão livre, partilha, socialização, pesquisa e troca de informações, permitindo que qualquer pessoa tenha a possibilidade de encontrar seu lugar na Internet e possa se retroalimentar nas experiências com o outro, numa tentativa, sobre tudo, de diluir o sofrimento. Assim, acredita-se que as redes sociais virtuais têm potencial para funcionar como coadjuvante no tratamento da infertilidade, havendo, no entanto, necessidade de mais pesquisas.

REDES SOCIAIS VIRTUAIS (Instagram e Facebook): APOIO MÚTUO E INFLUÊNCIA PSICOLÓGICA DIANTE DA VIVENCIA DA INFERTILIDADE

DOI: 10.22533/at.ed.3032102094

Palavras chave: infertilidade; psicologia; redes sociais virtuais.

Keywords: infertility; psychology; virtual social networks.

Abstract:

Infertility is considered one of the most distressing experiences of those who want to have children, causing expressive psychological stress. For many women, becoming a mother is considered the greatest event of life. In the treatment of infertility, medical procedures, simple or complex, generate a whirlwind of emotions, symptoms of anxiety and depression. However, the technical and scientific advances of contemporaneity can contribute to the treatment. Faced with the proliferation of virtual communities the focus of this study is to understand the psychological influence of virtual social networks in the experience of infertility and interpret how these networks provide support for women, men and/or infertile couples. The research has an exploratory quantitative-qualitative character and was carried out through the analysis of the narratives found in virtual social networks (Instagram and Facebook with more than 1000 followers). In the process of being interpreted, the Social Network Analysis technique was implemented with the aid of iramuteq software. This program made a quantitative textual and lexical analysis, considering the word as a unit. We researched 60 profiles and 28 were chosen containing the names “tempting” and "pregnant" and later, six vocabulary classes were identified. These classes were interpreted through tools contained in the software such as Dendogram, Factor analysis of Correspondence and Analysis of Similitude. Narrative analyses showed that the profiles of tempting and pregnant women are networks of interpersonal relationships and mutual support that serve as a tool of free expression, sharing, socialization, research and exchange of information, allowing anyone to have the possibility to find their place on the Internet and can feed back on experiences with others, in an attempt, over all, to dilute suffering. Thus, it is believed that virtual social networks have the potential to act as an adjunct in the treatment of infertility, however, there is a need for further research.

Autores

  • ANA PAULA ESTEVAM MELO PIMENTEL
  • Juliana Santos de Souza Hannum