Visualizações

6

CONTRADIÇÕES DO NEODESENVOLVIMENTISMO BOLIVIANO À LUZ DA TEORIA MARXISTA DA DEPENDÊNCIA

O Estado Plurinacional da Bolívia, formado pelo partido do Movimiento Al Socialismo (MAS) foi responsável por trazer melhorias significativas nos índices de desenvolvimento econômico e social na última década. Por outro lado, uma análise mais detida verifica profundas tensões decorrentes do processo de avanço e aprofundamento de práticas extrativistas. Assim, este artigo irá debater os limites e atritos presentes na economia política do governo de Evo Morales, tendo como plano de fundo teórico-metodológico categorias e estudos subscritos à Teoria Marxista da Dependência. De início, busca-se realizar uma retrospectiva em debate do marco teórico utilizado, se valendo principalmente das contribuições de Ruy Mauro Marini. Posteriormente, são apresentados os elementos centrais da história econômica contemporânea da Bolívia, com uma breve discussão de suas dinâmicas. Por fim, tenta-se examinar o novo modelo de desenvolvimento do governo MAS à luz da Teoria Marxista da Dependência, desvelando possíveis contradições que levassem ao golpe militar de 2019.

CONTRADIÇÕES DO NEODESENVOLVIMENTISMO BOLIVIANO À LUZ DA TEORIA MARXISTA DA DEPENDÊNCIA

DOI: https://doi.org/10.22533/at.ed.51121300721

Palavras chave: Bolívia; Extrativismo; Capitalismo Dependente; Ruy Mauro Marini; Teoria da Dependência

Keywords: Bolivia; Extractivism; Dependent Capitalism; Ruy Mauro Marini; Dependecy Theory

Abstract:

The Plurinational State of Bolivia, formed by the Movimiento Al Socialismo (MAS) party, has been responsible for bringing significant improvements in economic and social development indexes in the last decade. On the other hand, a closer analysis verifies deep tensions arising from the process of advancement and deepening of extractivist practices. Thus, this article will discuss the limits and frictions present in the political economy of Evo Morales' government, using as a theoretical and methodological background categories and studies subscribed to the Marxist Theory of Dependency. At first, a retrospective discussion of the theoretical framework used is carried out, drawing mainly on the contributions of Ruy Mauro Marini. Afterwards, the central elements of Bolivia's contemporary economic history are presented, with a brief discussion of its dynamics. Finally, an attempt is made to examine the MAS government's new development model in light of the Marxist Theory of Dependence, unveiling possible contradictions that led to the 2019 military coup.

Autores

  • Giuliana da Cunha Facciolli
  • Guilherme Balduino Gonzaga