Visualizações

3

PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA E PERFIL SOCIOECONÔMICO DE PROFESSORES DA PRÉ-ESCOLA DE CINCO CIDADES TOCANTINENSES

O nível de atividade física (AF) entre crianças até 5 anos de idade tem diminuído, há indícios de que este fenômeno pode estar associado aos adultos que convivem com essas crianças, entre eles o professor. Assim, o objetivo desse estudo foi investigar o perfil socioeconômico e a prática de AF de professores que atuam em pré-escolas da região metropolitana do Tocantins e a relação disso com as atividades oferecidas aos pré-escolares. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados Lilacs, Scielo, Medline e Pubmed, entre os meses de fevereiro e março de 2019, considerando os últimos dez anos (2008-2018). Dados de professores de pré-escolares foram coletados com questionários em cinco municípios tocantinenses. No estudo de revisão apurou-se que a prática pedagógica dos professores influenciou nas oportunidades e na oferta de AF para as crianças. Na pesquisa de campo os dados mostram um grupo majoritariamente feminino, média de idade de 40 anos, experiência profissional de 10,5 anos, 70% tem ensino superior e 76% recebem entre um e três salários mínimos. Quanto aos hábitos de AF 45% dos professores não seguem as recomendações da Organização Mundial da Saúde. Conclui-se que a prática de AF de professores influencia na oferta de AF para seus alunos (as).

PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA E PERFIL SOCIOECONÔMICO DE PROFESSORES DA PRÉ-ESCOLA DE CINCO CIDADES TOCANTINENSES

DOI: 10.22533/at.ed.37421200510

Palavras chave: Atividade Física. Sedentarismo. Pré-Escolar. Professor da Pré-escola.

Keywords: Physical activity. Sedentary lifestyle. Preschool. Preschool Teacher.

Abstract:

The level of physical activity (PA) among children up to 5 years of age has decreased, there are indications that this phenomenon may be associated with adults who live with these children, including the teacher. Thus, the objective of this study was to investigate the socioeconomic data and PA practice of teachers who work in preschools in the metropolitan region of Tocantins and the relationship between this and the activities offered to preschoolers. A bibliographic search was carried out in the Lilacs, Scielo, Medline and Pubmed databases, between the months of February and March 2019, considering the last ten years (2008-2018). Data from pre-school teachers were collected with questionnaires in five municipalities in Tocantins. In the review study, it was found that the pedagogical practice of teachers influenced the opportunities and the supply of PA for children. In the field research, the data shows a mostly female group, with an average age of 40 years, professional experience of 10.5 years, 70% have higher education and 76% receive between one and three minimum wages. As for PA habits 45% of teachers do not follow the recommendations of the World Health Organization. It is concluded that the practice of PA of teachers influences the offer of PA for their children.

Autores

  • Gênesis Reis Sobrinho
  • Vitor Antonio Cerignoni Coelho
  • Ella Shoval
  • Rute Estanislava Tolocka