Visualizações

2

Interação, interatividade e subjetividade: um ensaio sobre contrato de leitura nas redes digitais

este ensaio trata do papel e forma da tecnologia digital da Internet quando serve a trocas simbólicas e discursivas entre pessoas conectadas em e por meio de seus dispositivos, suportando uma prática de interação que nos permite reconhecer esta tecnologia como meio de comunicação. Porém a caracterização de um meio não pode deixar de levar em conta as gramáticas de produção, as lógicas e protocolos de uso e os elementos de linguagem que surgem ou são criados para este meio. Assim um meio de comunicação comporta uma tecnologia, gramáticas de produção e reconhecimento de mensagens condicionadas ou balizadas por esta técnica, para a qual os diferentes campos e atores convergem e se conformam para circular, processar e evidenciar suas comunicações. Na rede digital há, sim, uma maior aproximação entre estas instâncias, um acoplamento entre ambos, pois os receptores têm suas possibilidades de interferência sobre os conteúdos e discursos ampliado.

Interação, interatividade e subjetividade: um ensaio sobre contrato de leitura nas redes digitais

DOI: 10.22533/at.ed.2611909011

Palavras chave: internet; interação e interatividade; comunicação; tecnologia.

Keywords: Internet; interaction and interactivity; Communication; technology.

Abstract:

this essay deals with the role and form of digital Internet technology when it operates the symbolic and discursive exchanges between people connected in and through their devices, supporting a interactive practice we can recognize as a media. However, the characterization of a medium has to take into account the production grammars, the logics and protocols of use and the language elements that arise or are created for this medium. Thus, to be considered a medioa some technology have to involves grammars of production and recognition of messages, conditioned or marked by this technique, to which the different social fields and actors converge to circulate theis speaches, process and evidence their communications. In the digital network, there is a greater approximation between these instances, a coupling between both, since the receivers have their possibilities of interference on the expanded contents and speeches.

Autores

  • César Steffen