OS EFEITOS DA HIDROGINÁSTICA NA QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS

Com o crescimento da população idosa, cada vez mais procura-se novos métodos para aumentar a expectativa e qualidade de vida desse grupo, tendo em vista que um grande número de idosos apresentam problemas de ordem funcional e/ou fisiológica. É de total consenso entre os profissionais da área de saúde que a atividade física pode proporcionar melhoras consideráveis para os idosos. Nesse contexto, práticas como a hidroginástica vem sendo amplamente estudada, visto que o exercício feito no meio aquático contribui de maneira significativa para a melhora dessas capacidades. O presente estudo teve como objetivo analisar a qualidade de vida dessa população, onde foram avaliados pelo WHOQOL-Bref, questionário simplificado do WHOQOL-100 elaborado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Participaram desse estudo 30 idosos de ambos os sexos, sendo 86,5 % do sexo feminino e 13,5% do sexo masculino, com média de idade de 68,9 ± 5,4, praticantes de hidroginástica a pelo menos 12 semanas, no qual obtiveram um escore médio de 71,5 ± 9,3 na percepção da qualidade de vida, sendo o domínio psicológico o que apresentou maior pontuação (80,1 ± 11,3) e o domínio físico a pior (55,8 ± 6,4). Desta forma, a partir das observações e comparações realizadas neste estudo, concluiu-se que existe boa qualidade de vida nos idosos praticantes de hidroginástica no Serviço Social da Indústria do Rio Grande do Norte (SESI-RN), e que o domínio psicológico pode ser considerado o mais prevalente.

OS EFEITOS DA HIDROGINÁSTICA NA QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS

DOI: 10.22533/at.ed.92518021232

Palavras chave: Qualidade de vida, idosos, hidroginástica.

Keywords: Quality of life, elderly, water aerobics.

Abstract:

Due to the growth of the elderly population, new methods are being increasingly required to increase the expectation and life quality of this group, since the most elderly people has functional and/or physiological disturbances. It is widely recognized among health professionals that physical activity can provide considerable improvements for the elderly. In this context, practices such as hydrogymnastics have been widely applied, since exercises performed in aquatic environment contribute significantly to the improvement of these capacities. The aim of this study was to evaluate the life quality of this population by using the WHOQOL-Bref, a simplified questionnaire related to WHOQOL-100 that was elaborated by Worldwide Health Organization (WHO). 30 elderly people of both genders participated in this study, being 86.5% female and 13.5% male, with a mean age of 68.9 ± 5.4, water aerobics practitioners the, to analyze the quality of life of this population, in which it had a mean score of 71.5 ± 9.3, and the psychological domain had the highest score (80.1 ± 11.3) and the physical domain to worse (55,8 ± 6,4). Thus, based on the observations and comparisons made in this study, it was concluded that there is a good quality of life in elderly people practicing water aerobics in the Rio Grande do Norte Industry Social Service (SESI-RN), and that the psychological domain can be considered the most prevalent.

Autores

  • MATHEUS JANCY BEZERRA DANTAS