Visualizações

7

EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL A AGENTES BIOLÓGICOS– CARACTERIZAÇÃO DA EXPOSIÇÃO AMBIENTAL E FOMITES NA INDÚSTRIA DE RESÍDUOS

A indústria dos resíduos encontra-se em franca expansão: o número de trabalhadores envolvidos no tratamento e valorização de resíduos aumentou significativamente e prevê-se que continue a aumentar. Neste contexto, torna-se imperioso o prévio conhecimento dos riscos a que os trabalhadores se encontram expostos, encetando a ação preventiva na correta identificação e quantificação desses riscos. Constituiu objetivo deste trabalho conhecer o risco de exposição ocupacional a agentes biológicos (bactérias e fungos) na indústria de triagem de resíduos e aterro sanitário. A componente experimental do estudo compreendeu recolhas ambientais e de superfície nas torneiras e maçanetas das instalações sanitárias, maçanetas de cacifos, maçanetas dos serviços administrativos, interior de máscaras de proteção respiratória e mãos dos operadores. Como resultado das 56 amostras de ar e 51 amostras de superfície e mãos de operadores, foram efetuadas 343 identificações de bactérias e 273 identificações de fungos. Os resultados decorrentes desta investigação reforçam a necessidade da existência de planos de formação específicos relacionados com a exposição ocupacional a agentes biológicos adotados paralelamente com medidas organizacionais e de engenharia, bem como medidas de proteção coletiva reforçadas pela implementação de medidas de índole individual.

EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL A AGENTES BIOLÓGICOS– CARACTERIZAÇÃO DA EXPOSIÇÃO AMBIENTAL E FOMITES NA INDÚSTRIA DE RESÍDUOS

DOI: 10.22533/at.ed.5432101206

Palavras chave: agentes biológicos; bioaerossóis, bactérias, fungos

Keywords: biological agentes; bioaerosols; bactéria; fungi

Abstract:

Waste management and recycling sector is thriving and the number of workers is sharply increasing. Prior knowledge of the risks to which workers are exposed is of crucial importance, and preventive measures need to be put in place to accurately identify and quantify those risks. This study aimed to assess the occupational risk of exposure to biological agents (viable bacteria and fungi) in the waste industry. The experimental component in this study comprised environmental and surface collections (water tap’s and doorknob in the bathroom, lockers’ knobs, administrative services knobs, inside of protective breathing masks and operator’s hands). As a result of the 56 air samples and 51 surface samples, 343 bacterial and 273 mould identifications were performed. The results from this study reinforce the need for the existence of specific training plans related to occupational exposure to biological agents adopted with organizational, engineering and collective protection measures strengthened by the implementation of individual protective measures.

Autores

  • Marta Jorge de Vasconcelos Pinto
  • Manuela Vaz-Velho
  • Joana Santos