Visualizações

3

Análise ergonômica em atividades ligadas à indústria de fabricação de caixas eletrônicos

Com a busca mais acirrada por competitividade, inovação, melhoria no processo, as empresas tendem a atuar em uma linha mais inovadora buscando propostas de aumentar a produtividade, qualidade dos seus produtos, minimizando os problemas e reduzindo custos de produção. Além de aplicar métodos de gestão ágil é necessário que se faça um estudo para implantação de melhorias no sistema de produção, como automatizar o processo na linha de caixas eletrônicos. Com tudo isto, este estudo visa mostra que a automatização deste processo, se torna um diferencial para a empresa. Apesar de no primeiro momento, a implantação ter um custo inicial elevado, com o decorrer dos anos passará a ser fonte de redução de custo, aumento de produtividade, reduzindo significativamente índices de afastamentos dos colaboradores por doenças ocupacionais, evitando assim processos judiciais que demandam tempo, ou seja, a automação industrial é uma forma de melhorar as condições de trabalho e simplificar algumas operações. Visto que foi realizado esse estudo em uma empresa de caixas eletrônicos, foi verificado que deve-se analisar a má postura do colaborador ao empurrar um caixa eletrônico, sendo que esse tipo de atividade pode envolver aspectos como levantamento e transporte de cargas, esforço físico intenso, atividades com alta demanda cognitiva, movimentos repetitivos, postura inadequada, ritmo de trabalho intenso, entre outros. Desde atividades mais simples ao empurrar diariamente um caixa eletrônico ao próximo posto ou montagem mais complexas, já que ambas podem causar fadiga e/ou sobrecarga física. Esse estudo ergonômico nessa linha de caixas eletrônicos mostra que é necessário automatizar o processo, para que tenhamos operadores com saúde e produzindo com alta eficiência e qualidade para atender o cliente final, além de reduzir ou eliminar gastos com multas, penalidades e sanções relacionadas a ações movidas por colaboradores que tiveram problemas de saúde por causa de suas atividades e por fim melhorando da satisfação interna.

Análise ergonômica em atividades ligadas à indústria de fabricação de caixas eletrônicos

DOI: 10.22533/at.ed.53021010466

Palavras chave: ergonomia, produtividade, esforço.

Keywords: ergonomics, productivity, effort.

Abstract:

With the increased search for competitiveness, innovation, improvement in the process, companies tend to act in a more innovative line seeking proposals to increase productivity, quality of their products, minimizing problems and reducing production costs. In addition to applying agile management methods it is necessary to make a study to implement improvements in the production system, such as automating the process in the line of ATMs. With all this, this study aims to show that the automation of this process becomes a differential for the company. Although at first, the deployment has a high initial cost, over the years it will become a source of cost reduction, increase in productivity, significantly reducing rates of employee removal due to occupational illnesses, thus avoiding time-consuming legal proceedings, i.e. industrial automation is a way to improve working conditions and simplify some operations. Since this study was conducted in an ATM company, has been verified that one must analyze the poor posture of the collaborator when pushing an ATM, this type of activity may involve aspects such as lifting and transporting loads, intense physical effort, activities with high cognitive demand, repetitive movements, inadequate posture, intense work rhythm, among others. From simpler activities to pushing an ATM to the next, more complex post or assembly, as both can cause fatigue and/or physical overload. This ergonomic study in this line of ATMs shows that it is necessary to automate the process, so that we have operators with health and producing with high efficiency and quality to serve the final customer, in addition to reducing or eliminating spending on fines, penalties and penalties related to actions moved by employees who have had health problems because of their activities and ultimately improving internal satisfaction.

Autores

  • Lucas Valentim e Silva
  • Fabiana Rocha Pinto