Visualizações

1

INFÂNCIA E DISCURSO: ANÁLISE DISCURSIVA DE JORNAIS EM GUARAPUAVA (1930/1940)

Ariès (1987) argumenta que a ideia de infância, ou o sentimento da infância não existia até a idade média. Portanto, o conceito de infância é algo construído historicamente ao longo do tempo. Nesta perspectiva a pesquisa visa analisar os jornais que circulavam na cidade de Guarapuava (Correio do Oeste e Folha do Oeste). Este meio de comunicação torna-se importante, pois a imprensa acompanha o movimento da história e se faz sujeito colaborando como memória social e formando a opinião pública. Dentre as manchetes coletadas dos três periódicos acerca da infância pobre escolhemos um artigo para analisar a metafunção ideacional. Este recurso linguístico propicia perceber como os indivíduos expressam a sua experiência do mundo. Desta forma, como a infância pobre é representada para uma Nação que almejava o progresso e a modernidade. Como método teórico-metodológico utilizaremos o estudo de Fairclough (2001). 

INFÂNCIA E DISCURSO: ANÁLISE DISCURSIVA DE JORNAIS EM GUARAPUAVA (1930/1940)

DOI: 10.22533/at.ed.1442108027

Palavras chave: Análise de Discurso Crítica, infância, pobreza, nação.

Keywords: Critical Discourse Analysis, Childhood, Poverty, Nation.

Abstract:

Ariès (1987) argues that the idea of childhood, or the feeling of childhood did not exist until the middle ages. Therefore, the concept of childhood is something historically constructed over time. In this perspective, the research aims to analyze the newspapers circulating in the city of Guarapuava (Correio do Oeste and Folha do Oeste). This means of communication becomes important, because the press follows the movement of history and makes itself subject collaborating as memory as a social memory and forming public opinion. Among the headlines collected from the three journals about poor childhood, we chose an article to analyze the ideational metafunction. This linguistic resource provides for understanding how individuals express their experience of the world. Thus, how poor childhood is represented for a nation that craved progress and modernity. As a theoretical-methodological method we will use the Fairclough study (2001).

Autores

  • Micheli Rosa
  • Claudia Maris Tullio