Visualizações

12

O PAPEL DA RADIOTERAPIA NO PROGNÓSTICO DE INDIVÍDUOS COM CÂNCER COLORRETAL

Introdução: O câncer colorretal é uma neoplasia que acomete o intestino grosso, reto e ânus e representa em uma escala global a segunda maior causa de mortes entre os outros cânceres. A radioterapia em pacientes com câncer colorretal reduz as taxas de recidiva local e pode melhorar a sobrevida do paciente. No entanto, a radiação ionizante que é utilizada pode ter efeitos nocivos à saúde, como reações na pele, perda de pelos, alteração do ritmo intestinal, dentre outros, tanto a curto quanto a longo prazo. Objetivo: Conhecer o papel da radioterapia no tratamento e prognóstico do câncer colorretal. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional transversal de levantamento de dados, em que foram avaliadas informações em prontuários de 151 pacientes que foram submetidos a tratamentos radioterápico, quimioterápico e/ou cirúrgico e que apresentavam estadiamento clínico. Para análise estatística foram realizadas analises descritivas, X² e teste de fisher, com o p<0,05 significativo. O Odds ratio e Intervalo de confiança foram observados. Resultados e discussão: Do grupo de indivíduos que foram submetidos à radioterapia, 58,1% apresentavam o tamanho do tumor menor, já o grupo que não recebeu radioterapia, apresentou 50% de indivíduos com tamanho do tumor menor. Todos os pacientes tratados com radioterapia também foram submetidos à quimioterapia. A sobrevida dos pacientes submetidos à radioterapia foi maior quando comparada à sobrevida dos pacientes tratados com outras modalidades. Conclusão: A radioterapia como tratamento do câncer colorretal tem papel fundamental para melhora do prognóstico dos indivíduos acometidos por esta patologia. Quando aplicada no estádio correto, melhora significativamente o prognóstico do indivíduo.

O PAPEL DA RADIOTERAPIA NO PROGNÓSTICO DE INDIVÍDUOS COM CÂNCER COLORRETAL

DOI: 10.22533/at.ed.07621090210

Palavras chave: Câncer colorretal; Prognóstico; Radioterapia.

Keywords: Keywords: Colorectal Neoplasm; Prognosis; Radiotherapy.

Abstract:

Introduction: Colorectal cancer is a tumor that affects the large intestine, rectum and anus and represents on a global scale the second leading cause of death among other cancers. Radiotherapy in colorectal cancer patients reduces local recurrence rates and may improve patient survival. However, the ionizing radiation that is used can have harmful health effects, such as skin reactions, hair loss, altered intestinal rhythm, among others, both in the short and long term. Objective: To know the role of radiotherapy in the treatment and prognosis of colorectal cancer. Methodology: This is a cross-sectional observational study, which evaluated information in medical records of 151 patients who underwent radiotherapy, chemotherapy and/or surgical treatment and presented clinical staging. For statistical analysis, descriptive analyzes, X² and fisher's test were performed, with p <0.05 significant. Odds ratio and Confidence Interval were observed. Results and discussion: Of the group that underwent radiotherapy, 58.1% had the smallest tumor size, while the group that did not receive radiotherapy had 50% of the smallest tumor size. All patients treated with radiotherapy also underwent chemotherapy. The survival of patients undergoing radiotherapy was higher compared to the survival of patients treated with other modalities. Conclusion: Radiotherapy as a treatment for colorectal cancer plays a fundamental role in improving the prognosis of individuals with this disease. When applied at the correct stage, it significantly improves the individual's prognosis.

Autores

  • Leandro Moreira da Costa
  • Rodrigo Henrique da Silva
  • Vera Aparecida Saddi
  • Larisse Silva Dalla Libera