Visualizações

13

EFEITOS DA ESTIMULAÇÃO CEREBRAL NÃO INVASIVA NA FUNÇÃO COGNITIVA DE INDIVÍDUOS COM COMPROMETIMENTO COGNITIVO LEVE OU DOENÇA DE ALZHEIMER

Técnicas de estimulação cerebral não-invasivas (TECNI) podem modular a função cognitiva de indivíduos saudáveis, além daqueles com comprometimento neuropsiquiátrico, como o comprometimento cognitivo leve (CCL) e a doença de Alzheimer (DA). As TECNI baseiam-se na Estimulação Elétrica Transcraniana (ETCC) e na Estimulação Magnética Transcraniana (EMT). Objetivo: Revisar literatura relacionada às TECNI e seus efeitos na função cognitiva de pacientes com DA e CCL. Materiais e Métodos: Estudo de revisão qualitativo, com abordagem descritiva. Efetuou-se buscas nas plataformas PubMed, SciELO e Biblioteca Virtual em Saúde. Os idiomas de pesquisa incluíram: inglês, espanhol e português, no período de 2015 a junho de 2020. Resultados e Discussão: A DA é a causa mais comum de demência, na qual há declínio cognitivo progressivo. Tratamentos farmacológicos demonstram eficácia limitada. Além do tratamento farmacológico, o treinamento cognitivo demonstra ser uma maneira de melhorar o desempenho cognitivo em adultos com perda de memória. Destaca-se o uso potencial de TECNI para melhorar funções neuropsiquiátricas em tarefas cognitivas, humor e cognição social. Estudos recentes demonstraram de forma favorável que TECNI melhorou a memória e atenção de idosos com CCL. Já as utilizadas no tratamento da DA, causaram melhorias associadas à estimulação na memória e funções cognitivas específicas. Ademais, a estimulação direcionada a várias regiões do cérebro ou combinada com outros tratamentos, parece produzir efeitos mais positivos. TECNI mostrou-se uma alternativa promissora. Evidencia-se que não há área definida universalmente para seu uso, fato que permite explorar novos locais de estimulação. Conclusão: As TECNI podem contribuir para o desenvolvimento de medidas terapêuticas mais eficazes, constituindo um recurso adicional no tratamento de indivíduos com DA, especialmente se ligadas ao treinamento cognitivo. Assim, para melhor elucidar o efeito das TECNI e sua função no tratamento da DA, necessita-se estudos mais aprofundados acerca do assunto.  

EFEITOS DA ESTIMULAÇÃO CEREBRAL NÃO INVASIVA NA FUNÇÃO COGNITIVA DE INDIVÍDUOS COM COMPROMETIMENTO COGNITIVO LEVE OU DOENÇA DE ALZHEIMER

DOI: 10.22533/at.ed.0762109024

Palavras chave: Comprometimento cognitivo leve. Doença de Alzheimer. Estimulação cerebral não invasiva. Estimulação magnética transcraniana. Estimulação transcraniana por corrente contínua.

Keywords: Mild cognitive impairment. Alzheimer's disease. Non-invasive brain stimulation. Transcranial magnetic stimulation. Transcranial direct current stimulation

Abstract:

Non-invasive brain stimulation techniques (TECNI) can modulate the cognitive function of healthy individuals and those with neuropsychiatric impairment, such as mild cognitive impairment (CCL) and Alzheimer's disease (DA). TECNI are based on Transcranial Electrical Stimulation (ETCC) and Transcranial Magnetic Stimulation (EMT). Objective: To review the literature related to TECNI and its effects on the cognitive function of patients with DA and CCL. Materials and Methods: Qualitative review study, with a descriptive approach. Searches were carried out on the platforms PubMed, SciELO and Virtual Health Library. The search languages ​​included: English, Spanish and Portuguese, from 2015 to June 2020. Results and Discussion: DA is the most common cause of dementia, in which there is progressive cognitive decline. Pharmacological treatments demonstrate limited effectiveness. In addition to pharmacological treatment, cognitive training proves to be a way to improve cognitive performance in adults with memory loss. The potential use of TECNI to improve neuropsychiatric functions in cognitive tasks, mood and social cognition is highlighted. Recent studies have favorably demonstrated that TECNI improved the memory and attention of elderly people with CCL. Those used in the treatment of DA, caused improvements associated with stimulation in memory and specific cognitive functions. In addition, stimulation directed at various regions of the brain or combined with other treatments, appears to cause more positive effects. TECNI proved to be a promising alternative. It is evident that there is no universally defined area for its use, a fact that allows exploring new stimulation sites. Conclusion: TECNI can contribute to the development of more effective therapeutic measures, constituting an additional resource in the treatment of individuals with DA, especially if linked to cognitive training. Thus, in order to better elucidate the effect of TECNI and its function in the treatment of DA, more in-depth studies on the subject are needed.

Autores

  • Gabriela Felipe Martins
  • Ana Carolina Abrantes Sampaio Machado Pêgas
  • Bárbara Naeme de Lima Cordeiro
  • Guilherme Ambrósio Alves Silva
  • Ronaldo Duarte Araújo Abreu