Visualizações

33

Aspectos imunológicos da esporotricose

A esporotricose caracteriza-se como uma micose subcutânea causada por fungos dimórficos do gênero Sporothrix, capazes de acometer o homem e uma grande variedade de animais, dentre eles os felinos. A princípio, Sporothrix schenckii era a única espécie conhecida como responsável pela esporotricose. Após estudos genotípicos e fenotípicos de isolados clínicos humanos e animais, verificou-se alta variabilidade entre os isolados e estabeleceu-se a existência de um Complexo Sporothrix. Dentro deste, a maior causadora de surtos epidêmicos, justificada por uma maior virulência e capacidade de evasão da resposta imune, é a espécie Sporothrix brasiliensis. Nesse sentido destaca-se a importância de receptores Toll like-2 (TLR-2) e Toll like-4 (TLR-4) na infecção por S. brasiliensis. A investigação da resposta imune in vitro mostra a dependência dos receptores TLR-2 e TLR-4 no desencadeamento da resposta imune. Os ensaios in vivo mostram importância desses receptores no controle da infecção e dependência dos mesmos na produção de citocinas, principalmente nos primeiros 14 dias de infecção. Estudos que investiguem a utilização de outras vias de sinalização como mecanismos compensatórios, bem como, o sinergismo desses receptores no contexto da infecção por S. brasiliensis são fundamentais na compreensão da fisiopatologia dessa doença.

Aspectos imunológicos da esporotricose

DOI: 10.22533/at.ed.54321012012

Palavras chave: Sporothrix brasiliensis, imunologia, microbiologia

Keywords: Sporothrix brasiliensis, immunology, microbiology

Abstract:

Sporotrichosis is characterized as a subcutaneous mycosis caused by dimorphic fungi of the genus Sporothrix, capable of affecting humans and a wide variety of animals, including felines. At first, Sporothrix schenckii was the only species known to be responsible for sporotrichosis. After genotypic and phenotypic studies of human and animal clinical isolates, there was high variability between the isolates, and the existence of a Sporothrix Complex was established. Within this, the main cause of epidemic outbreaks, justified by a greater virulence and ability to evade the immune response, is the species Sporothrix brasiliensis. In this sense, the importance of Toll like-2 (TLR-2) and Toll like-4 (TLR-4) receptors in S. brasiliensis infection is highlighted. The investigation of the immune response in vitro shows the dependence of TLR-2 and TLR-4 receptors in triggering the immune response. In vivo tests show the importance of these receptors in the control of infection and their dependence on the production of cytokines, especially in the first 14 days of infection. Studies that investigate the use of other signaling pathways as compensatory mechanisms, as well as the synergism of these receptors in the context of infection by S. brasiliensis are fundamental in understanding the pathophysiology of this disease

Autores

  • Luana Rossato