Visualizações

5

THE USE OF STATINS IN PRIMARY PREVENTION OF CARDIOVASCULAR DISEASES

As estatinas são fármacos com efeito comprovado na redução dos níveis de LDL -colesterol (LDL-C) fator crucial no desenvolvimento de dislipidemias. Tais medicamentos são amplamente prescritos para fins de prevenção secundária por minimizar o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Para tanto, tem-se como objetivo principal analisar os apontamentos existentes na literatura acerca do uso de estatinas em níveis de prevenção primária em doenças cardiovasculares (DCV’s). Essa pesquisa deu-se em moldes de revisão narrativa de literatura realizando um levantamento bibliográfico por meio de plataformas e repositórios digitais de pesquisas. Colecionando informações que ao longo da pesquisa ressaltaram que no Brasil não há uma diretriz ou política pública de saúde voltada para o uso de estatinas na prevenção primária, ao contrário da atenção secundária, que esses fármacos são amplamente utilizados. Ao contrário, em outros países como Espanha, Portugal e Inglaterra que há um registro mais notável do uso da estatina neste nível de atendimento preventivo. Assim, a literatura consultada aponta que a utilização de estatinas para fins de prevenção ainda é um assunto que gera infinitos debates devido ao fato de sua recomendação ser baseada no score de risco, gerando ainda mais divergências, embora estes medicamentos sejam altamente recomendáveis por órgãos e instituições de pesquisa em saúde. Diante dessas concepções evidencia-se que embora as estatinas estejam presentes no Sistema Único de Saúde - SUS desde 2005 no Brasil, sendo prescritas em programas de atenção preventiva secundária, sua prescrição em níveis primários ainda carece de maiores estudos baseados em evidências e experiências de países e centros de pesquisas que lidam com este aspecto.

THE USE OF STATINS IN PRIMARY PREVENTION OF CARDIOVASCULAR DISEASES

DOI: 10.22533/at.ed.07621090220

Palavras chave: dislipidemias, SUS, estatinas, doenças cardiovasculares, prevenção.

Keywords: dyslipidemia, SUS, statins, cardiovascular diseases, prevention

Abstract:

Statins are drugs with a proven effect in reducing LDL-cholesterol (LDL-C) levels, a crucial factor in the development of dyslipidemia. Such drugs are widely prescribed for secondary prevention purposes because they minimize the risk of developing cardiovascular diseases. Therefore, the main objective is to analyze the existing notes in the literature about the use of statins in levels of primary prevention in cardiovascular diseases (CVD’s). This research took place in the framework of a narrative review of literature, carrying out a bibliographic survey through platforms and digital research repositories. Collecting information that throughout the research highlighted that in Brazil there is no public health guideline or policy aimed at the use of statins in primary prevention, unlike secondary care, that these drugs are widely used. On the contrary, in other countries like Spain, Portugal and England there is a more notable record of the use of statins at this level of preventive care. Thus, the consulted literature points out that the use of statins for prevention purposes is still a subject that generates endless debates due to the fact that its recommendation is based on the risk score, generating even more divergences, although these drugs are highly recommended by organs and health research institutions. Given these conceptions, it is evident that although statins have been present in the Unified Health System - SUS since 2005 in Brazil, being prescribed in secondary preventive care programs, their prescription at primary levels still lacks further studies based on evidence and experiences from countries and research centers that deal with this aspect.

Autores

  • Iago Bruno Briancini Machado
  • Frederico Barbosa Sales
  • Tatiane Gomes da Silva Oliveira
  • Neire Moura de Gouveia
  • Neire Moura de Gouveia