A ESCOLA PROMOVENDO UM PROCESSO CIVILIZADOR NA INCLUSÃO DO ALUNO SURDO NA AULA DE EDUCAÇÃO FÍSICA

O presente artigo buscou analisar a legislação atual que discorre sobre inclusão, em especial a inclusão de pessoas surdas. Para a comunidade surda em idade escolar o melhor arranjo metodológico é estar em escolas para surdos durante o turno principal e a inclusiva no contraturno. A grade curricular obrigatória de todas as escolas possui a disciplina de Educação Física que contribui como uma ferramenta para a socialização e o desenvolvimento biopsicomotor dos alunos. O objetivo desse artigo é debater a importância da prática da atividade física entre os surdos e suas peculiaridades na escola, bem como a importância da inclusão para mediar estas discussões e o olhar da sociedade que, bem direcionado, auxilia a comunidade surda na inserção nos diversos grupos e instituições sociais. A metodologia utilizada foi a pesquisa de natureza básica e exploratória. Conclui-se que a sociedade amadurecida, em pleno terceiro milênio, discute o tema inclusão de surdos e a prática de esportes, mas poucas ações efetivamente tornam possíveis as práticas de educação física para essa comunidade. Para que esses pleitos aconteçam, é de suma relevância e interesse de toda sociedade o investimento na formação dos docentes de maneira continuada para que professores possibilitem observar suas práxis e se reelaborarem de forma criativa e apropriada, pois são responsáveis por preparar os seus alunos para os desafios da modernidade.

A ESCOLA PROMOVENDO UM PROCESSO CIVILIZADOR NA INCLUSÃO DO ALUNO SURDO NA AULA DE EDUCAÇÃO FÍSICA

DOI: 10.22533/at.ed.9251802123

Palavras chave: Escola Inclusiva. Ensino para Surdos. Educação Física para Surdos.

Keywords: Inclusive School. Deaf Education. Deaf Physical Education.

Abstract:

The present article searched analyze the current legislation that broach about inclusion, specially the deaf people inclusion. To the deaf community talking about school age the best methodological arrangement is being in deaf schools during the main turn and the inclusive in the extracurricular activities. The obligatory curriculum of all schools have the Physical Education subject that contributes as a socialization and student’s biopsychomotor development instrument. This article purpose is debate the inclusion importance to mediate this discussions and the society’s view that, well directed, helps the deaf community in the diverse groups and social institutions insertion. The methodology used was the basic nature and exploratory research. It is conclude the developed society, in the middle of the third Millennium, discuss the deaf inclusion and sports practice theme, but little effective actions made the physic education practice possible to this community. To let this lawsuit happen, it is total relevance and interest of all society the investment in the teacher formation in a continuous form to the teacher’ possibility to observe their students and their praxis, and overwork in a creative and appropriated form, because they are responsible by preparing their students to the modernity challenges.

Autores

  • Juliane Retko Urban