Visualizações

13

FORMULAÇÃO DE ÓVULO DE TINTURA DE ROMÃ (Punica granatum L.) COM POTENCIAL ANTI-INFLAMATÓRIO

As inflamações do útero ocorrem em grande parte da população feminina devido a fatores como limpeza excessiva ou inadequada, por proliferação de microrganismos e alergias. Nas práticas tradicionais, a ducha vaginal feita com o chá da casca da romã é usada no tratamento dessas inflamações. Esse efeito terapêutico é possível, graças aos compostos fenólicos presentes no fruto. O objetivo deste estudo é relatar uma experiência farmacotécnica de desenvolvimento do óvulo de tintura de romã (Punica granatum L.), visando tratar inflamações do útero. Para realização do procedimento foram analisadas as propriedades físico-químicas das matérias primas, e a formulação do óvulo se deu com a utilização da tintura de romã 10% incorporada na base de gelatina glicerinada. O resultado do produto final foi favorável com a formulação proposta. Por meio dessa produção foi elucidado que a ideia de um produto vem acompanhada de um conjunto de pesquisas sobre as matérias-primas e a forma farmacêutica de interesse, de modo que se consiga um produto final eficaz e seguro.

FORMULAÇÃO DE ÓVULO DE TINTURA DE ROMÃ (Punica granatum L.) COM POTENCIAL ANTI-INFLAMATÓRIO

DOI: 10.22533/at.ed.6482020115

Palavras chave: Tecnologia farmacêutica; Romã; Inflamação.

Keywords: Pharmacy Technology; Pomegranate; Inflammation.

Abstract:

The inflammation of the uterus occurs in a large part of the female population due to factors such as excessive cleaning or inadequate cleaning, due to the proliferation of microorganisms, or due to allergies. A vaginal douching with tea from the pomegranate peel has been used as a traditional medicine for this, once a therapeutic effect can be achieved thanks to the phenolic compounds present in the fruit. The aim of this study is to report a pharmacotechnical experience in the development of the pomegranate (Punica granatum L.) tincture vaginal suppository, in order to treat inflammation of the uterus. In order to carry out the procedure, the physical and chemical properties of the raw materials were analyzed, and with respect to the vaginal suppository, 10% of pomegranate tincture were incorporated to the glycerinated gelatin base. The result of the experiment was wholly positive. Therefore, it was clarified that the idea of a new product must be based on careful researches on raw materials and correct choices about the pharmaceutical form concerned, in order to achieve an effective and safe final product.

Autores

  • Lília Silva Santos
  • Letícia Pires Sallet
  • Carolina Santos Andrade
  • Ravena Santos Costa
  • Maíra Mercês Barreto