Identificação dos principais problemas do aparelho locomotor que acometem os trabalhadores da indústria têxtil

Com o aumento da busca por atividade física no local de trabalho, se torna necessário um resgate de estudos a respeito da ciência das empresas que praticam políticas administrativas modernas, criando intervenções de saúde ocupacional durante o expediente de trabalho, visando o bem estar de seus funcionários. O objetivo foi identificar as estruturas do aparelho locomotor que mais sofrem cargas de acordo com o seu setor de trabalho e prescrever intervenções específicas para atender ao trabalhador. Pesquisa quantitativa, realizada por questionário, aplicado a todos componentes da amostra. Amostra foi composta por 113 funcionários de uma indústria têxtil de São Gabriel da Palha, sendo mulheres (78%) e homens (22%). Questionário com perguntas relacionadas à identificação do trabalhador e à qualidade de vida dentro e fora de seu local de trabalho. Utilizou-se o software SPSS®. 85% dos trabalhadores disseram sentir dor no corpo. Os lugares com maiores índices de dor foram, o pescoço (49%), coluna lombar (47%) e coluna torácica (37%). A dor pode aparecer devido a posições ou movimentos inadequados realizados por longo período, principalmente aos indivíduos que realizam trabalhos manuais que exigem destreza, olhar fixo, cabeça fletida e/ou alguma outra posição inadequada. Com relação aos membros inferiores as porcentagens foram dores nos pés (36%), nos joelhos (34%) e nas pernas (27%). As doenças ocupacionais que acometem os indivíduos dos setores de corte e costura são principalmente a cervicalgia e a lombalgia. Além destes, dores nas pernas e pés, assim como formigamentos, se apresentam de forma constante nestes trabalhadores.

Identificação dos principais problemas do aparelho locomotor que acometem os trabalhadores da indústria têxtil

DOI: 10.22533/at.ed.92518021228

Palavras chave: Doenças ocupacionais, indústria têxtil, corpo-trabalho.

Keywords: Occupational diseases, textile industry, body-work.

Abstract:

With the increase in the search for physical activity in the workplace, it is necessary to retrieve studies and publications about the science of companies that practice modern administrative policies, creating interventions during work hours for occupational health. To identify the structures of the locomotive apparatus that most suffer loads according to their sector of work and prescribe specific interventions to assist the worker in strengthening and relaxation of these structures. Quantitative research, in the form of a questionnaire, applied to all components of the sample. Sample composed of 113 employees of a textile industry in São Gabriel da Palha, being women (78%) and men (22%). SPSS® software was used. 85% of workers feel pain in the body. The sites with the highest pain rates were the neck (49%), the lumbar spine (47%) and the thoracic spine (37%). Pain may appear due to inadequate positions or movements performed over a long period, especially to those individuals who perform manual tasks that require dexterity and a fixed stare to stay in attention, with a bent head or some other inappropriate position. In relation to the lower limbs, the percentages were pain in the feet (36%), in the knees (34%) and in the legs (27%). The occupational diseases that affect individuals in the cutting and sewing sectors are neck pain and low back pain. Besides these, pains in the legs and feet, as well as tingling, present themselves in a constant way in these workers.

Autores

  • Rayssa Lodi Mozer