Visualizações

1

ACROMEGALIA: DIAGNÓSTICO CLÍNICO-RADIOLÓGICO/ ACROMEGALY: CLINICAL-RADIOLOGICAL DIAGNOSIS

Introdução: A acromegalia é uma doença crônica, sistêmica e debilitante, sendo que, grande maioria dos pacientes diagnosticados, apresentam um adenoma produtor de GH como causa. Objetivo: Este trabalho objetiva apresentar, através de uma revisão de literatura, a relação dos métodos de imagem para confirmação diagnóstica e acompanhamento das complicações mais comumente encontradas na acromegalia. Metodologia: Consiste em uma revisão de literatura sistemática sobre exames de imagem. Foram selecionados artigos nas bases de dados EBSCO, Lilacs, IBECS e Scielo. Considerou-se estudos publicados no período compreendido entre janeiro de 2010 e março de 2020. Resultados e discussão: Os exames de imagem apresentam um papel complementar e auxiliar no diagnóstico da acromegalia, acompanhado do diagnóstico clínico e laboratorial confirmado. Contempla, principalmente a Ressonância Magnética (RM) de Sela Túrcica. Conclusão: O estudo atinge seu objetivo ao identificar através da revisão de literatura a RM como principal método de imagem no diagnóstico da acromegalia, não deixando de citar os demais exames existentes que podem auxiliar no acompanhamento de possíveis complicações.

ACROMEGALIA: DIAGNÓSTICO CLÍNICO-RADIOLÓGICO/ ACROMEGALY: CLINICAL-RADIOLOGICAL DIAGNOSIS

DOI: 10.22533/at.ed.9382018111

Palavras chave: Acromegalia. Doenças da Hipófise. Imagem por Ressonância Magnética. Radiologia.

Keywords: KEYWORDS: Acromegaly. Pituitary Diseases. Magnetic Resonance Imaging. Radiology.

Abstract:

Introduction: Acromegaly is a chronic, systemic and debilitating disease, and the vast majority of diagnosed patients have a GH-producing adenoma as the cause. Objective: This article aims to present, through a literature review, the list of medical imaging for diagnosis and monitoring of the complications most encountered in acromegaly. Methodology: It consists of a systematic literature review on medical imaging. Articles were selected from the EBSCO, Lilacs, IBECS and Scielo databases. Consider studies published between January 2010 and March 2020. Results and discussion: Imaging studies have a complementary and auxiliary role in the diagnosis of acromegaly, associated with clinical and laboratory confirmed diagnosis. It mainly contemplates a pituitary magnetic resonance imaging (MRI). Conclusion: The article achieves its objectives by identifying, through the literature review, MRI as the main medical imaging to aid the diagnosis of acromegaly, while mentioning the other existing tests that can assist in monitoring possible complications.

Autores

  • Mariana Amorim de Andrade Costa
  • Elza Maria de Castro
  • Fernanda Campos D'Avila
  • Vanessa Silva Lima
  • Vinícius Luiz da Silva Pena