Visualizações

6

MELORREOSTOSE: DIAGNÓSTICO CLÍNICO-RADIOLÓGICO

  O presente trabalho teve como objetivo apresentar a melorreostose, uma doença rara e de etiologia desconhecida, por meio de seus aspectos clínicos e radiológicos publicados na literatura. O método de desenvolvimento utilizado foi a pesquisa de revisão bibliográfica. Foram feitas buscas em artigos científicos, revistas e plataformas digitais (Scielo, Google Acadêmico e LILACS). A partir dos dados, foram feitas análises e interpretações das informações obtidas, que estão resumidas e apresentadas no atual trabalho. A melorreostose é uma doença que acomete principalmente os ossos longos do esqueleto apendicular e os tecidos moles adjacentes. Por ser uma doença bastante incomum, seu diagnóstico não é óbvio ao avaliador. Portanto, vem a ser suspeita somente após uma análise de toda a história clínica, sustentada pela visualização de alterações radiológicas específicas (“cera de vela derretida”, que é descrita tecnicamente como hiperostose). Dentre o quadro clínico, pode-se citar dores e edemas articulares, deformidades dos membros, parestesia e redução da amplitude do movimento. Além da radiografia, a tomografia computadorizada e a ressonância magnética podem auxiliar o diagnóstico. Desta forma, o resultado do estudo aponta para a importância do conhecimento da patologia para um diagnóstico diferencial em meio à outras doenças que compartilham o mesmo quadro clínico, mas que podem ser caracterizadas por métodos radiológicos.    

MELORREOSTOSE: DIAGNÓSTICO CLÍNICO-RADIOLÓGICO

DOI: 10.22533/at.ed.93820181111

Palavras chave: Melorreostose. Doenças Raras. Hiperostose. Radiografia.

Keywords: Melorheostosis. Rare disease. Hyperostosis. Radiography.

Abstract:

The present study ameid to present melorheostosis, a rare disease and with a unknown etiology, through its clinical and radiological criteria published in the literature. The development method used was a bibliographic review. Searches were made on scientific articles, magazines and digital platforms (Scielo, Google Academics and LILACS). Based on the data, analyzes and interpretations were made, which are summarized and appear in the current work. Melorreostose is a disease that mainly affects the long bones of the appendicular skeleton and the adjacent soft tissues. As it is a very unusual disease, its diagnosis is not obvious to the evaluater. Therefore, it is suspected only after an analysis of the entire clinical history, supported by the visualization of specific radiological changes (“melted candle wax”, which is technically eliminated as hyperostosis). Among the clinical picture, it can be mentioned joint pain and edema, deformities of the limbs, paresthesia and reduced range of motion. In addition to radiography, computed tomography and magnetic resonance imaging can help the diagnosis. Thus, the result of the study points to the importance of knowledge of the pathology for a differential diagnosis in the midst of other diseases that share the same clinical picture, but which can be characterized by radiological methods.

Autores

  • Thálisson Ramon Araújo Neves
  • Ana Gabriela Antunes Cardoso
  • Anna Flávia Almeida Macedo
  • Luís Henrique Pires Bessas
  • Márcia Kissia de Souza Rosa
  • Ana Flávia Bereta Coelho Guimarães