PREVALÊNCIA DE INATIVIDADE FÍSICA E FATORES ASSOCIADOS EM UNIVERSITÁRIOS DA ÁREA DA SAÚDE

o presente estudo tem como objetivo avaliar o nível de atividade física (NAF) em universitários da área da saúde, assim como, verificar associações entre sexo e curso com o nível de atividade física. Trata-se de um estudo transversal, com amostra não probabilística, composta por 709 universitários, sendo 273 do sexo masculino e 436 do sexo feminino, com média de idade de 23,5 anos. Utilizou-se como instrumento o questionário em formato online intitulado “ Mapa de Atividade Física e Saúde- MAFIS”. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva em forma de média, frequência e valores mínimos e máximos, para verificar associações entre sexo e curso com o nível de atividade física foi utilizado o teste de Qui quadrado. Os resultados indicam que ais da metade da amostra é inativo fisicamente (55,9%), apenas 44,1% dos universitários alcançam valores iguais ou superiores a 150 minutos de atividade física por semana, Os universitários do sexo masculino têm maior proporção de fisicamente ativos (56%).Podese concluir que grande parte dos universitários são inativos fisicamente, o que demonstra a necessidade de implantação de políticas e programas de incentivo a prática de atividade física e adoção de hábitos de vida saudáveis no universo acadêmico .

PREVALÊNCIA DE INATIVIDADE FÍSICA E FATORES ASSOCIADOS EM UNIVERSITÁRIOS DA ÁREA DA SAÚDE

DOI: 10.22533/at.ed.92518021234

Palavras chave: Nível de atividade física; Universitários; Saúde.

Keywords: Physical activity level; College students; Cheers

Abstract:

The objective of this study was to evaluate the level of physical activity (NAF) in university students in the health area, as well as to verify associations between sex and course with the level of physical activity. It is a cross-sectional study, with a non-probabilistic sample, composed of 709 university students, 273 males and 436 females, with a mean age of 23.5 years. The questionnaire was used in an online format entitled “Map of Physical Activity and Health - MAFIS”. Data were analyzed through descriptive statistics in the form of mean, frequency and minimum and maximum values, to verify associations between sex and course with the level of physical activity was used the chi square test. The results indicate that half of the sample is physically inactive (55.9%), only 44.1% of university students reach values equal to or greater than 150 minutes of physical activity per week. Male college students have a higher proportion of physically (56%). It can be concluded that most of the university students are physically inactive, which demonstrates the need to implement policies and programs to encourage the practice of physical activity and adoption of healthy living habits in the academic universe.

Autores

  • Francisca Bruna Arruda Aragão