Visualizações

2

INFLUÊNCIA DA MANIPUEIRA SOBRE A ENTOMOFAUNA EDÁFICA ASSOCIADA A LAVOURAS DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) NO SUL DO BRASIL

A mandioca é um alimento essencial para países em desenvolvimento, por causa do seu alto teor energético e grande capacidade de adaptação a diversas condições. O Brasil é o quarto maior produtor mundial de raízes da mandioca, o que demonstra a importância socioeconômica que a cultura desempenha para o País. Em Santa Catarina, o seu cultivo é voltado para a produção industrial de farinha, fécula e polvilho, que gera, durante a produção, a manipueira, um efluente tóxico com potencial bioinseticida. Aproximadamente 200 artrópodes estão associados a mandioca como pragas, que podem causar severos danos econômicos dependendo da região. O objetivo deste trabalho foi investigar o potencial bioinseticida da manipueira sobre os insetos edáficos em lavouras de mandioca. O estudo foi realizado em duas lavouras comerciais de mandioca (com e sem aplicação de manipueira, respectivamente), localizadas no município de Sangão, SC, entre as safras de 2017 e 2018. Nas áreas foram instaladas armadilhas de emergências que foram revisadas quinzenalmente. Durante as duas safras, foram coletados 416 espécimes de insetos. As ordens mais representativas em ambas as áreas foram Diptera e Hymenoptera. Os testes estatísticos revelaram que a maior riqueza de famílias está relacionada à área sem manipueira, sendo que é esperada uma redução de 80% na riqueza de famílias com a manipueira. Concluímos que a aplicação da manipueira em lavoura de mandioca diminui, significativamente, os sítios de reprodução de insetos considerados potenciais pragas desse cultivo nas áreas estudadas.

INFLUÊNCIA DA MANIPUEIRA SOBRE A ENTOMOFAUNA EDÁFICA ASSOCIADA A LAVOURAS DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) NO SUL DO BRASIL

DOI: 10.22533/at.ed.39920011013

Palavras chave: Insetos, armadilhas de emergência, manipueira, bioinseticida.

Keywords: Insects, emergency traps, cassava manipueira, bioinsecticide.

Abstract:

Cassava is an essential food for developing countries, because of its high energy content and great capacity to adapt to different conditions. Brazil is the fourth largest producer of cassava roots in the world, which demonstrates the socioeconomic importance that culture plays for the country. In Santa Catarina state, its cultivation is carried out for industrial production of flour, starch and starch, which generates, during production, manipueira, a toxic effluent with bioinsecticide potential. Approximately 200 arthropods are associated with cassava as pests, which can cause severe economic damage depending on the region. The aim of this study was to investigate the bioinsecticidal potential of manipueira on edaphic insects in cassava crops. The study was carried out in two commercial cassava crops (with and without the application of manipueira, respectively), located in the municipality of Sangão, SC, between the 2017 and 2018 harvests. In each study area, emergency traps were installed that were replaced bimonthly. During the two seasons, 416 insect specimens were collected. The most representative orders in both areas were Diptera and Hymenoptera. Statistical tests revealed that the greatest richness of families is related to the area without manipueira, with an expected reduction of 80% in richness with manipueira. We conclude that the application of manipueira in cassava crops significantly decreases insect breeding sites considered to be potential pests of this crop in the studied areas.

Autores

  • Birgit Harter-Marques
  • Betina Emerick Pereira
  • Renato Colares Pereira
  • Sarah Galatto Cancillier
  • Erica Frazão Pereira De Lorenzi