Visualizações

4

ESTUDO DO EMPREGO DE PINHÃO PROVENIENTE DA Araucaria angustifolia (Bertol.) O. Kuntze) PARA PRODUÇÃO DE VODCA

A araucária (Araucaria angustifolia ((Bertol.) O. Kuntze), habitualmente chamada de Araucária ou Pinheiro-do-Paraná, foi uma das espécies nativas mais exploradas na região sul do Brasil. Suas sementes, também conhecidas como pinhões, se desenvolvem no fruto titulado como pinha e serve de alimento para inúmeras espécies animais, bem como para os seres humanos. O pinhão apresenta elevada concentração de amido, podendo ser convertido à glicose através de hidrólise enzimática, permitindo sua utilização como matéria-prima para a produção de bebidas alcoólicas fermentadas, onde a glicose presente no mosto é convertida à álcool etílico. Diante disto, o presente trabalho teve como objetivo a avaliação da utilização do pinhão como matéria-prima base para a produção de mosto fermentável e posterior aplicação do etanol na produção de vodca. Os resultados obtidos mostram a possibilidade de se empregar as sementes da araucária como matéria-prima para a produção de vodca, representando assim, um novo e amplo campo de aplicação do pinhão, proporcionando uma melhor valorização do fruto e, portanto, maior ganho econômico regional.

ESTUDO DO EMPREGO DE PINHÃO PROVENIENTE DA Araucaria angustifolia (Bertol.) O. Kuntze) PARA PRODUÇÃO DE VODCA

DOI: 10.22533/at.ed.6622018114

Palavras chave: Pinhão. Araucária angustifolia. Vodca. Amido.

Keywords: Pine nut seed. Araucária angustifolia. Vodka. Starch.

Abstract:

  The araucária (Araucaria angustifolia (Bertol.) O. Kuntze), commonly called Araucaria or Pinheiro-do-Paraná, was one of the most exploited native species on the south of Brazil. Its seeds, also known as pine nuts, grow on the fruit titled pine cone and serve as food for countless of animal species as well as humans. The pine nut has a high starch concentration, which can be converted to glucose with the use of enzymes that promote its hydrolysis, ie, the breakdown of starch bonds. Given this feature, it enables the pine nut to be used as a raw material for the production of fermented alcoholic beverages, where glucose is converted to ethanol. One of the least complex beverages to make is vodka, which basically consists of converting starch to glucose, then preparing the wort and finally distilling the fermented product. Given this, the present work aimed to evaluate the use of pine nuts as the base raw material for the production of a new beverage from a product with relevance in the regional economy. The results show the possibility of using Araucaria seeds as raw material for vodka production, thus representing a new and wide field of application of pine nuts.      

Autores

  • Victor Erpen Broering
  • Darlan Nardi
  • Sabrina de Bona Sartor