AVALIAÇÃO DA AGILIDADE COM ADOLESCENTES DE 13 A 16 ANOS PRATICANTES DE MODALIDADES ESPORTIVAS

Desempenho é baseada em crescentes habilidades físicas, sendo observadas de ano em ano, quanto mais o adolescente aprimora força, resistência, tempo de reação, velocidade de movimento, coordenação e assim por diante, podemos esperar observar níveis de desempenho cada vez melhores, Para que a Educação Física possa contribuir no processo ensino-aprendizagem, devem-se conhecer as características dos alunos em suas potencialidades, limitações e necessidades no seu desenvolvimento. “Proporcionar oportunidades de aprendizagem e desenvolvimento das habilidades motoras fundamentais é de extrema importância para o desenvolvimento infantil, A definição do desenvolvimento motor permite aos profissionais identificarem os fatores que tornam o movimento limitado, possibilitando a tomada de decisão sobre que habilidade e/ou critérios motores que devem ser enfatizados nos programa, o tempo de prática para cada habilidade e as metas de desempenho da criança, A agilidade é uma das variáveis da performance motora mais importantes na educação física, sendo que esta influencia diretamente na força, velocidade, flexibilidade e coordenação,desenvolvendo no aluno o domínio do corpo e a confiança em si. Sendo esta utilizada em quase todas as baterias de testes de aptidão física. Nos esportes em geral como basquetebol, futsal, tênis e no dia a dia a agilidade exerce papel fundamental no desenvolvimento motor, a metodologia foi o testes: Agilidade (Teste do Quadrado), Foram submetidos ao programa 38 adolescentes de 13 a 16 no período de 10 meses, duas vezes por semana com aproximadamente uma hora de treino em diversas modalidades. Na comparação dos resultados do pré teste e do pós teste, verificamos que as atividades desenvolvidas influenciaram na flexibilidade dos adolescentes, tendo como base as médias, porém de acordo com o p = 0,574 constatamos que a diferença não foi significativa. a conclusão nos diz que desenvolvemos uma periodização onde os resultados mostraram a eficácia na agilidade, pois conseguimos desenvolver ou até mesmo manter um padrão, porém sem diferença significativa ao avaliar os resultados obtidos antes da intervenção com os obtidos após.

AVALIAÇÃO DA AGILIDADE COM ADOLESCENTES DE 13 A 16 ANOS PRATICANTES DE MODALIDADES ESPORTIVAS

DOI: 10.22533/at.ed.92518021225

Palavras chave: Agilidade, avaliação, adolescente.

Keywords: Agility, evaluation, adolescent.

Abstract:

Performance is based on increasing physical abilities, being observed from year to year, the more the adolescent improves strength, stamina, reaction time, speed of movement, coordination and so on, we can expect to observe better and better levels of performance. Physical Education can contribute to the teaching-learning process, it is necessary to know the characteristics of the students in their potentialities, limitations and needs in their development. “Providing learning opportunities and development of fundamental motor skills is of utmost importance for children’s development. The definition of motor development allows professionals to identify the factors that make movement limited, making it possible to decide which skill and / or motor criteria Which should be emphasized in the program, the practice time for each skill and the performance goals of the child. Agility is one of the most important motor performance variables in physical education, which directly influences strength, speed, flexibility and coordination , Developing in the student the mastery of the body and the confidence in itself. Being this used in almost all the batteries of tests of physical aptitude. In general sports such as basketball, futsal, tennis and day to day agility plays a fundamental role in motor development, the methodology was the tests: Agility (Test of Square), were submitted to the program 38 adolescents from 13 to 16 in the period of 10 months, twice a week with approximately one hour of training in several modalities. In the comparison of the pretest and post test results, we verified that the activities developed influenced the flexibility of the adolescents, based on the means, but according to p = 0.574, we verified that the difference was not significant. The conclusion tells us that we developed a periodization where the results showed the efficiency in the agility, because we were able to develop or even maintain a pattern, but without significant difference in evaluating the results obtained before the intervention with those obtained after.

Autores

  • ALVARO LUIS PESSOA DE FARIAS