Visualizações

15

CARACTERIZAÇÃO BIOCLIMÁTICA DE UM AVIÁRIO DE POSTURA NO SEMIÁRIDO PARAIBANO

Objetivou-se com esse estudo, avaliar o ambiente térmico e seus efeitos sobre a produtividade e qualidade de ovos de galinhas poedeiras semipesadas, criadas em sistema de gaiolas, em Sousa, sertão da Paraíba. Para a caracterização bioclimática foram realizadas doze leituras diárias, nos horários das 01:00; 03:00; 05:00; 07:00; 09:00; 11:00; 13:00; 15:00; 17:00; 19:00; 21:00 e 23:00, para a mensuração do Índice de temperatura e umidade (ITU); já para o Índice de Termômetro de Globo e Umidade (ITGU) utilizou-se os horários de 07:00; 09:00; 11:00; 13:00; 15:00; 17:00, durante 47 dias de avaliação. Foram utilizadas na pesquisa 288 galinhas poedeiras semipesadas da linhagem Dekalb Brown, com 55 semanas de idade, na densidade de 300 cm²/ave, com dois níveis de altura de gaiolas e apenas uma bateria. Foram avaliadas as seguintes variáveis produtivas: consumo de ração, produção de ovos, peso médio dos ovos, massa de ovos, conversão alimentar por massa e por dúzia de ovos, além da qualidade de ovos (peso absoluto e relativo de gema, albúmen e casca, além da espessura da casca). Por fim, avaliou-se as temperaturas de água de bebida e de superfícies das aves. Para a análise dos dados de produção foram realizadas as médias de cada parâmetro avaliado comparando-se com valores de referência do manual da linhagem Dekalb Brown, através da utilização do Teste T. Para as demais variáveis avaliadas no estudo adotou-se a estatística descritiva. Os horários das 11, 13, 15 e 17 estão acima da zona de conforto térmico das aves, conforme valores de ITU (80,3 a 82,3) e ITGU (80,6 a 81,7). Para os dados de produção, o desempenho ficou abaixo do esperado pelo manual em todas as variáveis analisadas, exceto para conversão alimentar por dúzia de ovos. Ademais, observou-se piora na qualidade de ovos, bem como elevação nas temperaturas de água e de superfície das aves. As condições climáticas, bem como as demais características de ambiente avaliados, são capazes de influenciar negativamente a produção e a qualidade de ovos de galinhas poedeiras semipesadas.

CARACTERIZAÇÃO BIOCLIMÁTICA DE UM AVIÁRIO DE POSTURA NO SEMIÁRIDO PARAIBANO

DOI: 10.22533/at.ed.73320131015

Palavras chave: avicultura de postura, estresse térmico, índices bioclimáticos

Keywords: laying poultry, heat stress, bioclimatic indices

Abstract:

The objective of this study was to evaluate the thermal environment and its effects on the productivity and egg quality of semi-heavy laying hens, raised in a cage system, in Sousa, in the Paraíba State. For the bioclimatic characterization, twelve daily readings were performed, at 1:00; 03:00; 5:00; 07:00; 9:00; 11:00; 13:00; 15:00; 17:00; 19:00; 21:00 and 23:00, for the measurement of the temperature and humidity index (ITU); for the Globe and Humidity Thermometer Index (ITGU) the hours of 07:00; 9:00; 11:00; 13:00; 15:00; 17:00 were used, during 47 evaluation days. The research used 288 semi-heavy laying hens of the Dekalb Brown lineage, 55 weeks old, at a density of 300 cm² / bird, with two levels of cage height and only one battery. The following productive variables were evaluated: feed consumption, egg production, average egg weight, egg mass, feed conversion per mass and per dozen eggs, in addition to egg quality (absolute and relative weight of yolk, albumen and shell), in addition to the shell thickness). Finally, the drinking water and surface temperatures of the birds were evaluated. For the analysis of production data, the averages of each evaluated parameter were compared with reference values ​​in the Dekalb Brown lineage manual, using the T Test. For the other variables evaluated in the study, descriptive statistics were adopted. The hours of 11, 13, 15 and 17 are above the thermal comfort zone of the birds, according to values ​​of ITU (80.3 to 82.3) and ITGU (80.6 to 81.7). For production data, performance was below that expected by the manual in all variables analyzed, except for feed conversion per dozen eggs. In addition, there was a worsening in egg quality, as well as an increase in water and surface temperatures of the birds. The climatic conditions, as well as the other environmental characteristics evaluated, are capable of negatively influencing the production and egg quality of semi-heavy laying hens.

Autores

  • Marcelo Helder Medeiros Santana
  • Sergio Antônio de Normando Morais
  • Nathalya Kelly Alves Dias
  • Jalceyr Pessoa Figueiredo Júnior
  • Matheus Ramalho de Lima
  • Élcio Gonçalves dos Santos
  • Ana Maria Medeiros de Albuquerque Santana