Visualizações

7

OFICINA PARTICIPATIVA DE INTERVENÇÃO URBANA: A EXPERIÊNCIA DO PROJETO DE EXTENSÃO ADOTE UMA PRAÇA

Um espaço público que atenda as reais necessidades de seus usuários apresenta maior possibilidade de garantir a vitalidade urbana. Para que este espaço contemple os elementos que a comunidade anseia, workshops colaborativos, envolvendo diferentes atores, são ferramentas eficientes na construção coletiva de ações de melhorias, principalmente quando vinculada à extensão universitária. Considerando esse contexto, o presente artigo expõe a experiência da Oficina Participativa realizada no âmbito do projeto de extensão “Adote uma Praça”, que buscou ressignificar, através de uma proposta de intervenção urbana, o espaço público da praça Argilano Dário, localizada em área de vulnerabilidade social do município de Vila Velha, estado do Espirito Santo. Além da participação dos moradores e de lideranças comunitárias, a ação envolveu discentes e docentes da graduação e do mestrado em Arquitetura e Cidade, de modo a pensar coletivamente propostas de intervenção urbana viáveis, a partir das carências e demandas locais. Os participantes dividiram-se em grupos de trabalhos e, após o mapeamento das potencialidades e vulnerabilidades do local, foram conduzidos pela equipe do projeto de Extensão a desenharem e indicarem alternativas de melhorias para a praça. Ao final, as propostas foram compartilhadas com vistas na requalificação do ambiente da praça, enfatizando, assim, a importância de workshops colaborativos, vinculado a extensão universitária como ferramenta para planejar o espaço público.

OFICINA PARTICIPATIVA DE INTERVENÇÃO URBANA: A EXPERIÊNCIA DO PROJETO DE EXTENSÃO ADOTE UMA PRAÇA

DOI: 10.22533/at.ed.7642008106

Palavras chave: Espaço público, Extensão Universitária, Workshops Colaborativos. Participação popular. Desenho urbano

Keywords: Public space. Service-learning studios. Collaborative workshop. Community participation. Urban design.

Abstract:

One public space that offers the real needs of its users presents a greater possibility of guaranteeing urban vitality. For this space to contemplate the elements that the community longs for, collaborative workshops, involving different actors, are efficient tools in the collective construction of improvement actions, especially in the service-learning studio activity. Considering this context, this paper exposes the experience of the Collaborative Workshop carried out in the service-learning studio activity “ Adote uma praça”, which proposal were to redefine the public open space of the Argilano Dário Square, located in the social vulnerability area of the Vila Velha city, State of Espirito Santo. In addition to the participation of residents and community leaders, the action involved students and teachers of the graduation and the masters in Architecture and City, in order to collectively think of viable intervention proposals based on local needs and demands. The participants were divided into work teams and after mapping the potentialities and vulnerabilities of the site, they were encouraged to draw and indicate, according to their expectations and needs, proposals for improvements to the square. At the end, the proposals were presented and  discussed in order to requalifying the urban environment of the square, emphasizing the importance of the collaborative workshops, linked to the service-learning activity as a tool for planning the public space.

Autores

  • Larissa Leticia Andara Ramos
  • Ana Paula Rabello Lyra
  • Nayra Carolina Segal da Rocha
  • Raquel Corrêa Mesquita
  • Fernanda Rozo Maranhão
  • Suzany Rangel Ramos