Visualizações

17

Comportamento sexual de Rhodnius robustus Larrousse 1927 (Hemiptera: Reduviidae) e transferência e migração do espermatozoide

O estudo sobre o comportamento de cópula em inseto vetores está diretamente relacionado à dispersão e ao potencial colonizador destes animais. O presente trabalho teve como objetivo estudar o comportamento sexual e o tempo de migração dos espermatozoides do espermatóforo de Rhodonius robustus, vetor de Trypanosoma cruzi, agente etiológico da doença de Chagas. Foram pareados 36 casais, e por observação direta, identificados os principais tipos de rejeição feminina na cópula, as tentativas dos machos em acasalar com a mesma parceira, assédio, comportamento de cópula e guarda. O tempo de cópula de R. robustus também foi registrado. Para a observação da migração do espermatozoide para as espermatecas, foram criados três grupos com períodos diferentes: 0, 5 e 10 minutos após a cópula, quando as fêmeas foram dissecadas para observar o preenchimento das espermatecas. Os resultados mostraram que o comportamento de corte de R. robustus foi semelhante ao de outros triatomíneos, quando o macho iniciou interações. O macho tentou copular com a mesma parceira até 1,7 vezes em média. Para escapar do assédio do parceiro, a fêmea se evadiu de seu campo de contato, tendo movido e compactado seu abdômen, além de ter estridulado. O macho estendeu o contato com a fêmea mesmo após o término da cópula. O tempo médio de cópula foi de 32,8 minutos. Os dados obtidos indicaram que o esperma começou a migrar para as espermatecas a partir de 5 minutos, e aos 10 minutos já entrava na estrutura. Concluímos que o desempenho sexual da espécie está dentro dos resultados esperados para o gênero Rhodnius.

Comportamento sexual de Rhodnius robustus Larrousse 1927 (Hemiptera: Reduviidae) e transferência e migração do espermatozoide

DOI: 10.22533/at.ed.39920011018

Palavras chave: Comportamento sexual, cópula, espermatóforo, espermateca

Keywords: Sexual behavior, copulation, spermatophore, spermatecae

Abstract:

The study of insect vectors has fostered research on their copulation and reproduction behaviors, since this information is directly related to the dispersion and colonizing potential of these animals. The present work aimed to study the sexual behavior and the migration time of the sperm from the spermatophore of Rhodonius robustus, vector of Trypanosoma cruzi Chagas 1909, etiological agent of Chagas disease. Thirty-six couples were used, fed regularly. Through direct observation, the main types of female rejection at copulation, the male’s attempts to mate with the same partner, courtship, copulation and guarding behavior were identified. The copulation time of R. robustus was also registered. For the observation of the migration of the sperm to the spermathecae, three groups were created with different periods: 0, 5 and 10 minutes after the copulation, when the females were dissected to observe the filling of the spermathecae. Our results showed that the sexual behavior of R. robustus was similar to that of other triatomines, when the male initiated interactions, trying to copulate with the same partner up to 1,7 times on average. To escape the partner’s harassment, the female escaped from her contact field, having moved and compressed her abdomen, in addition to stridulation. The male extended contact with the female even after the end of the crossing. The average copulation time was 32,8 minutes. The data obtained indicated that the sperm started to migrate from the 5 minutes to the spermathecae, and at 10 minutes it was already passing through the structure. We conclude that the sexual performance of the specie is within the expected results for the genus Rhodnius.

Autores

  • Thiago Peixoto Machado
  • Jacenir Reis dos Santos Mallet
  • Alice Helena Ricardo Silva
  • Simone Patrícia Carneiro de Freitas