Ação de intervenção para identificação precoce de casos e contatos de Hanseníase em Unidade de Saúde da Família do município de Olinda - Pernambuco

A Hanseníase é uma doença milenar que já provocou isolamento, preconceito e exclusão social na história da humanidade. Ainda hoje constitui um grande problema de saúde pública no Brasil. A finalidade do presente estudo foi realizar estratégias para diagnóstico precoce dos casos novos de Hanseníase, com baixa detecção há mais de dois anos no Município de Olinda. Foram utilizados os seguintes procedimentos metodológicos: estudo teórico e prático a respeito do tema, treinamento da Equipe de Saúde da Família para rastreio inicial e conduta adequada diante de caso suspeito, ações com grupos educativos na USF e realização de mutirão com exame clínico de manchas da população suspeita, assim como otimização do atendimento e início do tratamento na Unidade para os casos identificados. A USF Jardim Atlântico, em Olinda - PE, encontrava-se há dois anos como Unidade silenciosa, com nenhuma detecção de casos novos para esta doença, o que se contradiz quando contextualizada em uma região de alta prevalência da mesma. As principais causas dessa alta prevalência são: diagnóstico tardio, ausência de educação continuada dos profissionais da saúde, falta de ações educativas comunitárias e familiares, déficit no conhecimento da população acerca da doença, falha na cobertura assistencial. Dessa maneira, o estudo aponta para a necessidade de estratégias nos serviços de saúde da Atenção Básica que considerem essas deficiências e ausências, proporcionando qualificação no acesso, promoção e proteção à saúde do hanseniano.

Ação de intervenção para identificação precoce de casos e contatos de Hanseníase em Unidade de Saúde da Família do município de Olinda - Pernambuco

DOI: Atena

Palavras chave: hanseníase, intervenção, saúde pública.

Keywords: leprosy, intervention, public health.

Abstract:

Leprosy is a millennial disease that has already provoked isolation, prejudice and social exclusion in the history of humanity. Even today, it is a major public health problem in Brazil. The purpose of the present study was to carry out strategies for the early diagnosis of new cases of leprosy, with a low detection for more than two years in the Municipality of Olinda. The following methodological procedures were used: a theoretical and practical study on the subject, training of the Family Health Team for initial screening and appropriate conduct in the case of suspected cases, actions with educational groups, and joint efforts with clinical examination of suspicious population, as well as optimization of care and initiation of treatment in the Unit for the cases identified. The USF Jardim Atlântico, in Olinda - PE, was for two years as a silent unit, with no detection of new cases for this disease, which contradicts when contextualized in a region of high prevalence of it. The main causes of this high prevalence are: late diagnosis, lack of continuing education of health professionals, lack of community and family educational activities, lack of knowledge about the disease, and lack of health care coverage. Thus, the study points to the need for strategies in the health services of Primary Care that consider these deficiencies and absences, providing qualification in the access, promotion and protection of the health of Hansen.

Autores

  • JANAÍNA MARIANA DE A. M. BRITO MARQUES