Visualizações

13

ASPECTOS RELACIONADOS AO USO DE INSETICIDAS DOMÉSTICOS NA ÁREA URBANA DO MUNICÍPIO DE DIVINÓPOLIS – MG

Este trabalho teve como objetivo realizar uma avaliação descritiva da relação entre inseticidas empregados no controle de pragas domésticas e seus usuários em uma amostra da população urbana do município de Divinópolis, MG, Brasil. Para o levantamento das informações foram aplicadas entrevistas à domicílios escolhidos aleatoriamente, em uma amostra de 186 unidades domiciares (UD’s). Os resultados mostraram que a maioria dos produtos eram compostos por Piretróides (62,5%), seguido de Dietil Toluamida (16,35%) e Oxadiazina (4,17%). Os mais recorrentes foram os sprays (11,8%), repelentes de tomada (11,8%) e sabonetes/xampus antipulgas (11,8%). Como proteção mecânica, 30,6% das UD’s utilizavam telas nas janelas, 7% mosquiteiros nas camas e 5,4% soleira nas portas. Os produtos eram armazenados na área de serviço (30,8%), seguido por quarto (26,9%) e banheiro (12,2%) e comprados principalmente para combater pernilongos (60%), seguido de baratas (24,13%) e pulgas (18,62%). O uso de equipamentos de proteção individual (EPI’s) na aplicação dos produtos foi verificado em apenas 7,1% das residências. Problemas de saúde decorrentes da utilização dos inseticidas foram relatados em 9,3% das UD’s, sendo os sintomas mais recorrentes a ardência nos olhos (20,69%) e falta de ar (17,24%). Em função dos resultados, verificou-se a necessidade de uma maior conscientização da população acerca do uso de inseticidas no meio doméstico, assim como maior normatização do uso e disponibilidade e recomendação técnica para compra.

ASPECTOS RELACIONADOS AO USO DE INSETICIDAS DOMÉSTICOS NA ÁREA URBANA DO MUNICÍPIO DE DIVINÓPOLIS – MG

DOI: 10.22533/at.ed.29620300715

Palavras chave: Palavras-chave: pesticidas; saúde pública; pragas urbanas.

Keywords: Keywords: pesticides; public health; urban pests.

Abstract:

This work was aimed to perform a descriptive evaluation of the relationship between insecticides used for domestic pests control and their users in a sample of the urban population in the municipality of Divinópolis, MG, Brazil. Interviews were conducted in residences chosen at random, in a sample of 186 residential units (RU) to collect the information needed. Results showed that the majority of products were composed of Pyrethroids (62.5%), followed by Diethyl Toluamide (16.35%) and Oxadiazine (4.17%). The most recurrent ones were sprays (11.8%), repellent plugs (11.8%), and anti-flea soaps/shampoos (11.8%). As mechanical protection, 30.6% of the residential units (RU) used screens on the windows, 7% mosquito nets on the beds, and 5.4% sills on the doors. Products were stored in the laundry room (30.8%), followed by the bedroom (26.9%) and bathroom (12.2%), and purchased mainly to fight mosquitoes (60%), followed by cockroaches (24.13 %) and fleas (18.62%). The use of personal protective equipment (PPE) during the products application was verified in only 7.1% of the residential units (RU). Health problems resulting from the use of insecticides were reported in 9.3% of the residential units (RU), with the most frequent symptoms being burning eyes (20.69%) and shortness of breath (17.24%). Due to results presented, it is perceived the need for greater awareness among the population about the use of insecticides in the domestic environment, as well as greater standardization of use and availability and technical recommendation for their purchase.

Autores

  • Alysson Rodrigo Fonseca e Silva
  • Carolina Corrêa de Menezes
  • Fabrízio Furtado de Sousa
  • Jacielle Ferreira do Nascimento