Visualizações

3

Aracnídeos: uma teia de possibilidades no ensino de artrópodes em Biologia

O professor atual deve buscar ser um facilitador aos alunos na construção do conhecimento, utilizando-se de múltiplos mecanismos que promovam o processo de ensino e aprendizagem. Quando se trata do ensino de Biologia, com vasto número de conteúdos, um dos desafios encontrados é aliar dois preceitos fundamentais que, por vezes, são até dicotômicos: carga horária insuficiente e uso de propostas pedagógicas diferenciadas. Além disso, um dos aspectos mais comumente verificados nas escolas de ensino médio é a diminuição do interesse de muitos alunos pelas aulas que empregam metodologias tradicionais em que eles apenas recebem informações de modo pronto. Diante deste quadro, o presente trabalho, que se constituiu em uma pesquisa-ação, analisou a eficácia de metodologias diferenciadas de ensino utilizando o tema aracnídeos, com ênfase em aranhas e escorpiões, através da construção de modelos didáticos, produção de jogos, desenhos, materiais audiovisuais e paródia, de modo a despertar o interesse dos alunos de uma turma de 2º ano do Ensino Médio de uma escola pública do município de Timon (MA). A turma foi submetida a avaliação através de questionários antes e após as aulas, bem como foram feitos registros e arguições orais a respeito das metodologias empregadas ao longo da execução do projeto. Por fim, foi apresentada uma descrição e análise discursiva dos dados obtidos, evidenciando que a utilização de metodologias diferenciadas de ensino proporcionou níveis de aprendizado significativamente relevantes, além de aumento no interesse e participação nas aulas. Também foram discutidos falhas e possíveis soluções contributivas na melhoria do processo de ensino e aprendizagem não apenas do tema trabalhado ou mesmo da Biologia.

Aracnídeos: uma teia de possibilidades no ensino de artrópodes em Biologia

DOI: 10.22533/at.ed.02320220912

Palavras chave: Invertebrados. Educação. Zoologia. Ensino Médio. Metodologias diferenciadas.

Keywords: Invertebrates. Education. Zoology. High School. Differentiated methodologies.

Abstract:

The current teacher should seek to be a facilitator to students in the construction of knowledge, using multiple mechanisms that promote the teaching and learning process. When it comes to teaching Biology, with a vast number of contents, one of the challenges encountered is to combine two fundamental precepts that are sometimes even dichotomous: insufficient workload and the use of differentiated pedagogical proposals. In addition, one of the aspects most commonly seen in secondary schools is the diminishing interest of many students in classes that employ traditional methodologies in which they only receive information in a prompt manner. Against this background, the present work, which constituted an action research, analyzed the effectiveness of different teaching methodologies using the theme arachnids, with an emphasis on spiders and scorpions, through the construction of didactic models, production of games, drawings, audiovisual materials and parody, in order to arouse the interest of students in a class of 2nd year of high school in a public school in the municipality of Timon (MA). The class was submitted to evaluation through questionnaires before and after classes, as well as records and oral arguments were made regarding the methodologies used throughout the project's execution. Finally, a description and discursive analysis of the data obtained was presented, showing that the use of differentiated teaching methodologies provided significantly relevant levels of learning, in addition to increased interest and participation in classes. Failures and possible contributory solutions in improving the teaching and learning process were also discussed, not only about the theme or even about Biology.

Autores

  • Jeferson Luiz Lima
  • Tatiana Gimenez Pinheiro