SUSCETIBILIDADE DE MOLUSCOS B. GLABRATA A INFECÇÃO POR SCHISTOSOMA MANSONI, EM ÁREA PERIURBANA DE SÃO LUÍS, MA: UMA REVISÃO

A esquistossomose é uma doença endêmica que tem como hospedeiro intermediário o caramujo Biomphalaria glabrata. No Maranhão, a doença se localiza principalmente na Baixada ocidental e devido ao êxodo rural, conseguiu se estabelecer em São Luís. O trabalho teve como objetivo apresentar dados epidemiológicos da positividade dos caramujos encontrados no bairro do Sá Viana em São Luís- MA. Foi realizada uma revisão bibliográfica em dois trabalhos de conclusão de curso da Universidade Federal do Maranhão. Entre maio de 2009 a abril de 2010, foram coletados e analisados 1353 caramujos, já no mesmo período de 2010 a 2011, foram coletados 1877. Na amostra de 2009 e 2010, a taxa de infecção foi 0,75%, número aparentemente baixo, porém, comum no que tange a esquistossomose urbana e sendo o suficiente para uma atenção mais criteriosa. Já nas coletas realizadas no ano de 2012, os números sobem de maneira alarmante, sendo 22,63% de positividade. Os resultados evidenciam a necessidade de atividades para quebra da cadeia de transmissão da doença que envolvam combate ao molusco e tratamento de pessoas doentes não tratadas.

SUSCETIBILIDADE DE MOLUSCOS B. GLABRATA A INFECÇÃO POR SCHISTOSOMA MANSONI, EM ÁREA PERIURBANA DE SÃO LUÍS, MA: UMA REVISÃO

DOI: Atena

Palavras chave: Biomphalaria glabrata. Esquistossomose . Doença endêmica.

Keywords: Biomphalaria glabrata. Schistosomiasis. Endemic disease.

Abstract:

Schistosomiasis is a disease endemic to the intermediate host of the snail Biomphalaria glabrata. In Maranhão, a disease located in the Baixada Occidental and due to a rural malfunction, was able to establish itself in São Luís. The work had a great outcome as epidemiological data of the positivity of the snails found in the neighborhood of Sá Viana in São Luís-MA. There was a bibliographical review in two papers of conclusion of course of the Federal University of Maranhão. Between May 2009 and April 2010, 1353 snails were collected and carried out, while there was a year from 2010 to 2011, with gains of 1877. In the analysis of 2009 and 2010, an increase of 0.75%, apparently low, however, common disease that is not urban schistosomiasis, being enough for a more careful attention. Already in the collections made in the year 2012, the numbers rise in an alarming way, being 22.63% of positivity. The evidence for activities to change the chain of transmission that evolvating the ball of mollusc and treatment of people.

Autores

  • Iramar Borba de Carvalho