Visualizações

29

ADEQUAÇÃO DA ROTULAGEM NUTRICIONAL E COMPLEMENTAR DOS SUPLEMENTOS ALIMENTARES TIPO WHEY PROTEIN COMERCIALIZADOS NA CIDADE BACABAL – MA À LEGISLAÇÃO VIGENTE.

O consumo de suplementos alimentares de fonte protéica por praticantes de atividade física tem se tornado cada dia mais comum. Contudo, o uso indiscriminado destes suplementos no Brasil constitui tema de preocupação, pois dietas com elevados níveis protéicos podem ser prejudiciais à saúde. Soma-se a este quadro o fato de que levantamentos recentes sobre a qualidade desses produtos indicaram um número significativo de não conformidades em relação aos requisitos regulamentados. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a conformidade de suplementos protéicos do tipo whey protein, quanto os requisitos para rotulagem, de acordo com a Instrução Normativa 28/2018. Não conformidades de rotulagem foram evidenciadas em 100 % das amostras, sendo as mais frequentes aquelas relacionadas às advertências, presença de sódio nas amostras, ausência de limites máximos de constituintes e denominação de venda. A falta de padronização nas orientações de uso foi também considerada crítica, pelo potencial de induzir um consumo excessivo de proteínas. Os resultados desse estudo apontaram para a urgente necessidade de uma fiscalização mais ativa que assegure a qualidade e cumprimento das normas aplicadas aos suplementos protéicos consumidos no país.

ADEQUAÇÃO DA ROTULAGEM NUTRICIONAL E COMPLEMENTAR DOS SUPLEMENTOS ALIMENTARES TIPO WHEY PROTEIN COMERCIALIZADOS NA CIDADE BACABAL – MA À LEGISLAÇÃO VIGENTE.

DOI: 10.22533/at.ed.2242028084

Palavras chave: Whey Protein, Rotulagem, Suplementos.

Keywords: Physical health, Labeling, Supplements.

Abstract:

The consumption of protein source food supplements by physical activity practitioners has become increasingly common. However, the indiscriminate use of these supplements in Brazil it is a great concern, because diets with high protein levels can be harmful to health. Added to this is the fact that recent surveys on the quality of these products have indicated a significant number of non-compliances with regulatory requirements. In this context, this search aimed to evaluate the conformity of protein supplements, regarding the labeling requirements, according to Normative Instruction 28/2018. Label nonconformities were found in 100% of the samples, which the most frequent were toward warnings, presence of sodium in the products, absence of maximum constituent limits and sales denomination. The standard absence in the use guidelines was also considered critical because of the potential to induce excessive protein consumption. Thus, the results of this study showed that is urgent the necessity of more active supervision to ensure the quality and compliance with the standards applied to protein supplements consumed in the country.

Autores

  • CLEUDILENE GOMES DA SILVA
  • SIMONE KELLY RODRIGUES LIMA
  • CESÁRIO JORGE FAHD JUNIOR
  • GECYENE RODRIGUES DO NASCIMENTO
  • LENNON DA SILVA BARROS