VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DA DOENÇA DE CHAGAS EM ALAGOAS

A doença de Chagas representa uma condição infecciosa negligenciada, causada pelo Trypanosoma cruzi. As formas de infecção principais contemplam os modos vetorial, transfusional, congênita, oral, por transplante de órgãos e acidental. Os perigos e os fatores que a envolvem, ou seja, o aspecto socioeconômico e a miserabilidade nas populações, configuram-se como problema de saúde pública. Pretende-se caracterizar um panorama geral sobre a magnitude da vigilância epidemiológica relacionada à doença de Chagas que acrescente ao tema de interesse da América Latina uma visão sobre a situação no Estado de Alagoas. Trata-se de um estudo descritivo realizado por meio de pesquisa bibliográfica, com levantamento de dados através da base de dados Scielo nas línguas portuguesa e inglesa, no período de 2000 a 2018. Foram obtidos 73 artigos cujos textos foram analisados segundo a temática abordada. Além disso, foram coletados dados disponíveis pelo SINAN – DATASUS, Guia de Vigilância Epidemiológica, DIASS/SUVISA/SESAU-AL e doutrina correlacionada. O artigo evidenciou lacunas na assistência aos portadores da doença e no desenvolvimento do Programa de Controle da doença de Chagas, apesar do declínio da sua mortalidade. Necessitase de um maior empenho na vigilância ativa e investigação minuciosa, inclusive quando ocorrer notificação de casos suspeitos, além de ações intersetoriais de prevenção e promoção à saúde, articuladas à educação em saúde e mobilização social que tragam como resultado um suporte à miríade de complicações, criando, portanto, um ambiente laboral saudável que contemple a almejada qualidade de vida.

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DA DOENÇA DE CHAGAS EM ALAGOAS

DOI: Atena

Palavras chave: Doença de Chagas. Epidemiologia. Saúde pública.

Keywords: Chagas disease. Epidemiology. Public health

Abstract:

Chagas disease represents a neglected infectious condition caused by Trypanosoma cruzi. The main forms of infection include vector, transfusional, congenital, oral, organ transplantation and accidental modes. The dangers and the factors that surround it, that is, the socioeconomic aspect and the miserability in the populations, are configured as a public health problem. It is intended to characterize a general picture about the magnitude of the epidemiological surveillance related to Chagas’ disease that adds to the Latin American interest topic an overview of the situation in the State of Alagoas. This is a descriptive study carried out by means of a bibliographical survey that was based on the Scielo database in the Portuguese and English languages, from 2000 to 2016. In addition to data available by SINAN-DATASUS, Epidemiological Surveillance and Doctrine correlated. A total of 73 articles were obtained whose texts were analyzed according to the theme, of which 15 were selected to support the present study. The integrative review revealed gaps in the care of patients with the disease and in the development of the Chagas Disease Control Program, despite the decline in mortality. There is a need for greater commitment to active surveillance and thorough investigation, including when reporting suspected cases, as well as intersectoral actions of prevention and health promotion, linked to health education and social mobilization that result in support to the myriad of complications, creating, therefore, a healthy work environment that contemplates the desired quality of life.

Autores

  • Rafaella Lima dos Santos