Visualizações

20

EMPREENDIMENTOS ECONÔMICOS SOLIDÁRIOS E SUAS INTERFACES COM A VALORIZAÇÃO DA MULHER NO TRABALHO ASSOCIATIVO: O CASO DA ECOLANCHES

O presente trabalho consiste em uma análise do empreendimento Espaço Solidário Ecolanches, com o fito de demonstrar a importância das políticas públicas de economia solidária para mulheres, que estimulam à construção de um conhecimento coletivo mediante práticas de combate à exclusão social, precarização do trabalho e geração de renda. O estudo compreende uma abordagem qualitativa com foco exploratório e descritivo, por meio de pesquisa bibliográfica e estudo de caso. Enfatiza-se a atuação das universidades e incubadoras de economia solidária na estratégia de desenvolvimento local, por meio de políticas democráticas emancipadoras que ajudam as mulheres envolvidas na reativação de suas capacidades de ação e constroem novos campos de interação social. A análise extraída verificou que a Ecolanches pratica uma gestão democrática benéfica para a comunidade universitária, empodera e dignifica as mulheres, incentiva as potencialidades locais, gera trabalho e garante a alimentação saudável. 

EMPREENDIMENTOS ECONÔMICOS SOLIDÁRIOS E SUAS INTERFACES COM A VALORIZAÇÃO DA MULHER NO TRABALHO ASSOCIATIVO: O CASO DA ECOLANCHES

DOI: 10.22533/at.ed.12520200811

Palavras chave: Economia Solidária. Valorização da mulher. Desenvolvimento local. Políticas Públicas.

Keywords: Solidarity economy. Appreciation of women. Local development. Public policy.

Abstract:

The present work consists of an analysis of the Espaço Solidário Ecolanches project, with the purpose of demonstrating the importance of the public policies of solidarity economy for women, which stimulate the construction of a collective knowledge, through practices to combat social exclusion, precarious work and income generation. The study includes a qualitative approach with an exploratory and descriptive focus, through bibliographic research and case study. Emphasis is placed on the role of universities and incubators in solidarity economy in the local development strategy, through emancipatory democratic policies that help women involved in the reactivation of their capacities for action and build new fields of social interaction. The analysis showed that Ecolanches practices democratic management that benefits the university community, empowers and dignifies women, encourages local potential, generates work and guarantees healthy eating.

Autores

  • HEVERTON FELINTO PEDROSA DE MELO
  • Marucelle de Alcântara Bonifácio
  • Juliana Morais da Silva Souza
  • Erbenia Lourenço de Oliveira
  • Mariéli Barbosa Cândido