Utilização do swab no Serviço de Referência em Leishmanioses do Instituto Aggeu Magalhães, para o diagnóstico da Leishmaniose Tegumentar Americana

A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é uma dermatoparasitose causada por diferentes espécies de protozoários do gênero Leishmania. Nos últimos anos a reação em cadeia da polimerase (PCR), com sua elevada sensibilidade, se tornou uma técnica útil para estudos clínicos em leishmanioses e o seu diagnóstico. Diante da presença de DNA de parasitos em exsudatos tegumentares, estudos vêm propondo a utilização do método não invasivo de coleta com swab. Os pacientes selecionados foram atendidos no setor de dermatologia do Hospital Oswaldo Cruz/ UPE, no período de 2010 a 2014 e submetidos à coleta de escarificação da lesão, biópsia e exsudatos cutâneos coletados a partir de swab. O DNA das amostras de biópsia e swab foram extraídos e purificados para realização da PCR e o resultado foi evidenciado em gel de agarose através da eletroforese. Em 201 amostras de swab obtivemos positividade em 95 (47,2%) e em 182 amostras de biópsia, 90 (49,4%) de positividade. Comparando as técnicas de pesquisa direta (escarificação da lesão) e PCR (por swab) foi observada uma concordância de resultados em 122 (76,8%). Comparando os resultados entre os substratos swab e biópsia, houve convergência em 148 amostras e discordância em 34 delas. A utilização do método de coleta a partir de swab no Serviço de Referência em Leishmanioses do Instituto Aggeu Magalhães/FIOCRUZ - PE é pertinente ao desenvolvimento deste modelo prático e inovador de coleta de Leishmania spp. sendo um instrumento auxiliar na coleta de amostras para o diagnóstico de LTA durante a rotina laboratorial.

Utilização do swab no Serviço de Referência em Leishmanioses do Instituto Aggeu Magalhães, para o diagnóstico da Leishmaniose Tegumentar Americana

DOI: Atena

Palavras chave: Leishmaniose tegumentar americana, diagnóstico, swab.

Keywords: American cutaneous leishmaniasis, diagnosis, swab.

Abstract:

American cutaneous leishmaniasis (ACL) is a dermatoparasitosis caused by different species of protozoa of the genus Leishmania. In recent years polymerase chain reaction (PCR), with its high sensitivity, has become a useful technique for clinical studies in leishmaniasis and its diagnosis. In view of the presence of parasite DNA in tegumentary exudates, studies have proposed the use of a non-invasive swab collection method. The selected patients were treated in the dermatology sector of the Hospital Oswaldo Cruz / UPE, from 2010 to 2014 and submitted to the collection of lesion scarification, biopsy and cutaneous exudates collected from swabs. The DNA from the biopsy and swab samples were extracted and purified for PCR and the result was evidenced on agarose gel through electrophoresis. In 201 swab samples we obtained positivity in 95 (47.2%) and in 182 biopsy samples, 90 (49.4%) of positivity. Comparing the techniques of direct investigation (lesion scarification) and PCR (by swab) a concordance of results was observed in 122 (76.8%). Comparing the results between the swab and biopsy substrates, there were convergence in 148 samples and disagreement in 34 of them. The use of the collection method from the swab Service Leishmaniasis of Aggeu Magalhães Institute FIOCRUZ PE is pertinent to the development of this innovative model collection Leishmania spp. being an instrument assist in the collection of samples for the diagnosis of ACL during routine laboratory.

Autores

  • Angelica Olivino da Silva