AVALIAÇÃO DA EFETIVIDADE DOS INQUÉRITOS SOROLÓGICOS CANINOS COMO AÇÃO DE VIGILÂNCIA E CONTROLE DA LEISHMANIOSE VISCERAL NA REGIÃO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO.

Introdução: O Programa de Vigilância e Controle da Leishmaniose Visceral no Estado São Paulo (PVCLV/ESP) preconiza a realização anual de inquéritos sorológico canino censitário e amostral, visando conhecer a situação epidemiológica da doença nas áreas com transmissão ativa ou com potencial de transmissão e, ao mesmo tempo, identificar os cães sorologicamente positivos para posterior eliminação. Objetivo: Avaliar soropositividade, periodicidade e efetividade dos inquéritos sorológicos caninos utilizados no controle da leishmaniose visceral (LV), na região de São José do Rio Preto no período de 2008 a 2012. Material e métodos: Trata-se de um estudo descritivo com base em dados secundários obtidos do laboratório de referencia estadual de São José do Rio Preto. Foram estudados os resultados de 45.343 amostras de sangue de cães, incluídos nos inquéritos sorológicos caninos censitários e/ou amostrais, para o diagnóstico da LV canina (LVC), no período de 2008 a 2012. Os dados referentes ao domicílio do cão, data da coleta, resultado dos exames laboratoriais, tipo de inquérito sorológico e tipo de amostra, foram obtidos dos boletins de coleta de exame laboratorial utilizados no inquérito canino. Foram avaliados taxa de positividade, total de inquéritos sorológicos realizados e início/término das atividades. Resultados: A região de São José do Rio Preto é composta por 102 municipios, destes 25 municípios apresentaram transmissão canina e/ou humana e/ou presença do vetor, 12 realizaram inquérito amostral, oito (8) inquérito censitário, dois (2) com, pelo menos, um inquérito amostral e outro censitário e em cinco (5) municípios não houve registro de realização de qualquer tipo de inquérito. As maiores taxas de positividade nos inquéritos censitários foram observadas em Urânia 25,4%, Votuporanga 20,1% e Palmeira D’Oeste 19,0%. Observou-se a dificuldade dos municípios para conclusão dos inquéritos sorológicos caninos dentro de um mesmo ano, como preconizado pelo PVCLV, sendo que, alguns municípios, o tempo utilizado para conclusão do inquérito sorológico canino anual, foi de até dois (2) anos. Conclusão: A região possui altas taxas de positividade de LVC. A maioria dos municípios não realizou os inquéritos censitários e/ou amostrais, como preconizado pelo PVCLV. Quanto à efetividade das ações de controle da LVC, o estudo revela que a maioria dos municípios não atende ao PVCLV/ESP, no cumprimento das ações de controle por meio de inquéritos caninos censitários ou amostrais previsto anualmente.

AVALIAÇÃO DA EFETIVIDADE DOS INQUÉRITOS SOROLÓGICOS CANINOS COMO AÇÃO DE VIGILÂNCIA E CONTROLE DA LEISHMANIOSE VISCERAL NA REGIÃO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO.

DOI: Atena

Palavras chave: Leishmaniose Visceral, 2. Inquéritos Epidemiológicos, 3. Epidemiologia.

Keywords: 1. Visceral Leishmaniasis, 2. Health Surveys, 3.Epidemiology.

Abstract:

Introduction: Surveillance and Control Program of Visceral Leishmaniasis in the state São Paulo (VCPVL/ESP) recommends annual serologic surveys canine census and sample, aiming to know the epidemiological situation of the disease in areas with active transmission or potential transmission and at the same time, identify serologically positive dogs for disposal. Objective: To evaluate seropositivity, frequency and effectiveness of canine serological surveys used in the control of visceral leishmaniasis (VL) in the region of São José do Rio Preto from 2008 to 2012. Methods: This is a descriptive study based on secondary data obtained from the state reference laboratory São José do Rio Preto. the results of 45,343 blood samples from dogs were studied, including the canine serologic census surveys and / or sampling, for the diagnosis of canine VL (CVL), from 2008 to 2012. The data relating to dog home, the date of collection, results of laboratory tests, type of serological survey and sample type, were obtained from laboratory tests collection of papers used in the canine survey. Were assessed positivity rate, total serological surveys and start / end of activities. Results: The region of São José do Rio Preto is composed of 102 municipalities, these 25 municipalities presented canine transmission and / or human and / or vector presence 12 conducted sample survey, eight (8) census survey, two (2) with at least one sample survey and other census and five (5) municipalities there was no record of conducting any survey. The highest positivity rates in census surveys were observed in Urania 25.4%, 20.1% and Votuporanga Palmeira D’Oeste 19.0%. There was the difficulty of municipalities to completion of canine serological surveys within a year, as recommended by VCPVL, and some municipalities, the time taken for completion of the annual canine serological survey was up to two (2) years. Conclusion: The region has high LVC positivity rates. Most municipalities did not conduct the census and / or sample surveys, as recommended by VCPVL. As for the effectiveness of the CVL control actions, the study reveals that most municipalities do not meet the VCPVL/ ESP, in compliance with the control shares through census or sample surveys canines provided annually.

Autores

  • Denise Maria Bussoni Bertollo