AVALIAÇÃO DA IMUNOGENICIDADE DE CÉLULAS DENDRÍTICAS ESTIMULADAS COM PEPTÍDEOS RECOMBINANTES DE LEISHMANIA VIANNIA BRAZILIENSES

As leishmanioses são um grupo de doenças negligenciadas, causadas por protozoários do gênero Leishmania, transmitidos pela picada de flebotomíneos infectados. O tratamento utiliza drogas que apresentam algumas limitações, com relatos de resistência dos parasitas. A vacinação, que vem como uma proposta promissora para o controle da doença, deve promover a correta ativação e geração de memória imunológica, e necessita da apresentação de um antígeno ideal por células dendríticas (DCs). Desta forma, o objetivo deste trabalho foi analisar in vitro, a imunogenicidade de DCs murinas estimuladas com peptídeos derivados de proteínas de Leishmania (Viannia) braziliensis. Para a produção das DCs, foram isoladas células de medula óssea (MO) de camundongos BALB/c. As células foram estimuladas com os peptídeos por 24h e 48h. Após esse período, as células foram marcadas com anticorpos monoclonais: anti-CD11c, anti-CD40, anti-MHC I e anti-MHC II, conjugados à fluorocromos, para análise por citometria de fluxo. Os resultados preliminares das análises demonstraram expressão de todos os marcadores nos intervalos de tempo testados, e é observada uma forte redução na expressão do CD11c, quando comparado ao grupo controle não estimulado. Estes resultados são promissores para futuros estudos de desenvolvimento de uma vacina eficaz no controle das leishmanioses.

AVALIAÇÃO DA IMUNOGENICIDADE DE CÉLULAS DENDRÍTICAS ESTIMULADAS COM PEPTÍDEOS RECOMBINANTES DE LEISHMANIA VIANNIA BRAZILIENSES

DOI: Atena

Palavras chave: Vacina; Leishmaniose; Epítopos peptídicos.

Keywords: Vaccine; Leishmaniasis; Peptide epitopes

Abstract:

Leishmaniasis is a group of neglected diseases caused by protozoans of the genus Leishmania and transmitted by the bite of infected sandflies. The drugs used for the treatment present some limitations, with reports of resistance of the parasite. Vaccination comes as a promising proposal to control the disease. It should be able to promote a proper activation and generation of immunological memory, requiring the presentation of an ideal antigen by dendritic cells (DCs). In this sense, the objective of this work was to analyze, in vitro, the immunogenicity of murine DCs stimulated with peptides derived from Leishmania (Viannia) braziliensis proteins. For the production of the DCs, bone marrow (BM) cells were isolated from BALB/c mice. These cells were stimulated with the peptides for 24h and 48h. After this period, the cells were labeled with monoclonal antibodies: anti-CD11c, anti-CD40, anti-MHC I, anti-MHC II, conjugated to fluorochromes, for flow cytometric analysis. Preliminary results have demonstrated expression of all markers at the time intervals which were tested and a strong reduction at the CD11c expression was observed when compared to the nonstimulated control group. These results are promising for future studies regarding the development of an effective vaccine to control the leishmaniases.

Autores

  • Ailton Alvaro