Visualizações

14

NARRATIVAS VISUAIS: UM ENCONTRO COM A POÉTICA DA MEMÓRIA

Quando nos propomos a escrever este livro em 2019, sentíamos uma grande necessidade de divulgar o trabalho que estávamos desenvolvendo junto à comunidade. Assim como nossa obra anterior “Por uma Geopoética da Paisagem na Prática Didática” lançado em 2019, novamente nos sentimos desafiados, pois vimos nesse projeto de extensão e seus resultados algo inusitado, que cativa a quem participa e principalmente a quem observa. Diferentemente de nossa obra lançada em 2019, nesta produção apresentamos um olhar mais maduro com ênfase às memórias, narrativas e lugares entre os participantes e os executores do projeto. Apresentamos uma reflexão que vai desde o conceito de narrativa e memória, à construção do discurso sobre os lugares e sobre si mesmo. Contamos também com as experiências e os caminhos percorridos por autores renomados de forma a abrilhantar a obra e compartilhar com o leitor os contrastes de interpretação entre a dinâmica das narrativas visuais, os lugares da afetividade e as possíveis e plurais tessituras dos discursos e sujeitos. Iniciamos pela construção da identidade, da memória, passamos pela visão geográfica, e na sequência trabalhamos a construção do discurso. Posteriormente atravessamos pelo mundo da arte de forma a legitimar e potencializar a subjetividade do enunciar. Por meio dessa gramática, buscamos interpretar e interagir sobre as materialidades postas no discurso visual e escrito sobre a memória coletiva, as histórias de vida, as identidades plurais e os territórios da afetividade de jovens artistas. Neste livro, partimos da compreensão de que a formação educacional necessita ser repensada em uma perspectiva de produção de vida, cuja essência se faz indispensável das complexidades, incertezas, mistérios, amores, esperanças e utopias do mundo. Dessa forma, essa obra enquadra-se no conceito de Arte e de Memória Coletiva como Linguagem e Tecnologia Social e também visa contribuir para o desenvolvimento sócio-histórico do município de Paraíso do Tocantins - TO, valorizando as memórias e as histórias do seu povo. Sob essa ótica, esse estudo partiu no objetivo de promover o resgate de parte da memória coletiva de uma comunidade, o protagonismo de jovens estudantes e o encontro entre gerações e sua poética da memória.

NARRATIVAS VISUAIS: UM ENCONTRO COM A POÉTICA DA MEMÓRIA

DOI: 00

Palavras chave: Narrativas Visuais; Arte; Educação; Memória; Extensão

Keywords: Visual Narratives; Art; Education; Memory; Extension

Abstract:

When we set out to write this book in 2019, we felt a great need to publicize the work we were doing with the community. Just like our previous work "For a Geopoetics of Landscape in Didactic Practice" released in 2019, we again feel challenged, as we saw in this extension project and its results something unusual, which captivates those who participate and especially those who observe it. Differently from our work launched in 2019, in this production, we present a more sophisticated look with an emphasis on memories, narratives, and places between the participants and the executors of the project. We present a reflection that goes from the concept of narrative and memory to the construction of discourse about places and oneself. We also count on the experiences and paths taken by renowned authors in order to enhance the work and share with the reader the contrasts of interpretation between the dynamics of visual narratives, the places of affectivity, and the possible and plural tessitura of the speeches and subjects. We started with the construction of identity, memory, we went through the geographical view, and then we worked on the construction of the discourse. Later, we crossed the world of art in order to legitimize and enhance the subjectivity of enunciation. Through this grammar, we seek to interpret and interact on the materialities put into the visual and written discourse about collective memory, life stories, plural identities, and the territories of young artists' affectivity. In this book, we start from the understanding that educational formation needs to be rethought in a perspective of life production, whose essence is made indispensable by the complexities, uncertainties, mysteries, loves, hopes, and utopias of the world. Thus, this work fits into the concept of Art and Collective Memory as Language and Social Technology and also aims to contribute to the socio-historical development of the municipality of Paraíso do Tocantins - TO, valuing the memories and stories of its people. From this perspective, this study set out to promote the rescue of part of the collective memory of a community, the role of young students, and the encounter between generations and their poetics of memory.

Autores

  • Mariane Freiesleben
  • Patricia Luciano de Farias Teixeira
  • ROBERTO LIMA SALES