DIÁLOGO AUTÊNTICO E DIÁLOGO SUPERFICIAL ENTRE CIÊNCIA E RELIGIÃO E O ENSINO DAS CIÊNCIAS: PERSPECTIVAS PARA A REALIZAÇÃO DE UMA PESQUISA

Ciência não combina com religião, aliás, há muito tempo que a ciência desacreditou a fé e, esta, perdeu o seu lugar na academia. Por conseguinte seria ousado, espantoso ou aventureiro demais, trazer essa temática para a pós-graduação no âmbito do ensino de Ciências Naturais e Matemática. A despeito de tais afirmativas e da secularidade vigente na maioria das universidades, a fé religiosa cresce em alguns nichos acadêmicos, bem como entre os cientistas. Neste texto, discorremos sobre as possibilidades de interação entre os campos a partir de modelos, apontando a constituição de uma agenda de pesquisa, enquanto analisamos a ideia de autenticidade e de profundidade na proposição de um diálogo entre estes campos. Com uma sociedade cada vez mais polarizada no que diz respeito à religião, há o contraponto de que o avanço tecnológico acarreta inevitavelmente a secularização e esta questão está agora, sendo questionada ou radicalmente revista. Ciência e religião têm coisas a dizer uma para outra, pois, ambas se preocupam com a busca da verdade, alcançada por meio da crença fundamentada; a questão parece ser mais epistemológica do que um simples acordo entre cavalheiros.

DIÁLOGO AUTÊNTICO E DIÁLOGO SUPERFICIAL ENTRE CIÊNCIA E RELIGIÃO E O ENSINO DAS CIÊNCIAS: PERSPECTIVAS PARA A REALIZAÇÃO DE UMA PESQUISA

DOI: 10.22533/at.ed.4072018056

Palavras chave: Ciência e Religião. Diálogo. Educação científica. Formação de professores

Keywords: Science and Religion. Dialogue. Science education. Teacher training

Abstract:

Science does not match religion; in fact, it was a long time ago that Science discredited faith and, this, lost its place in the academy. Consequently, it would be too daring, amazing or too adventurous, to bring this theme to graduate school in the scope of teaching Natural Sciences and Mathematics. Despite these assertions and the prevailing secularity in most universities, religious faith grows in some academic niches, as well as among scientists. In this text, we discuss the possibilities of interaction between fields based on models, pointing out the constitution of a research agenda, while we analyze the idea of ​​authenticity and depth in proposing a dialogue between these fields. With a society increasingly polarized with regard to religion, there is the counterpoint that technological advancement inevitably leads to secularization and this issue is now being questioned or radically revised. Science and Religion have things to say to each other, as both are concerned with the search for truth, achieved through grounded belief; the question seems to be more epistemological than a simple agreement between gentlemen.

Autores

  • Ana Paula Albonette de Nóbrega
  • Elane Chaveiro Soares
  • Laiene Maria Rodrigues dos Santos
  • Suzilene Damazio de Lara Campos