METODOLOGIA ATIVAS: possíveis ferramentas para uma educação de qualidade

Este trabalho objetivou descrever de que forma o mediador de um projeto interventivo pode usar diferentes Metodologias Ativas no processo de alfabetização e letramento no atual cenário de uma escola pública do DF, no processo de ensino-aprendizagem de alunos que se encontravam em defasagem na leitura e escrita. Essa pesquisa foi de cunho qualitativo, mediatizada pela metodologia da pesquisa-ação. Incluímos como sujeitos da pesquisa um grupo de estudantes do quinto ano, sendo utilizado como coleta de dados, os planejamentos, as atividades e relatórios das aulas. A partir da pesquisa-ação foi possível observar, descrever e compreender os limites e possibilidades da prática pedagógica dentro do projeto interventivo. Por meio, das Metodologias ativas utilizamos estratégias pedagógicas e portadores textuais encontrados no contexto social dos estudantes, os quais suscitaram maior interesse e participação dos alunos, tornando-os protagonistas das atividades em sala de aula. Depreendemos que o uso da aula invertida, metodologia da problematização, aprendizagem compartilhada, tutorial, individual e as estratégias utilizadas contribuíram de forma significativa na construção do conhecimento, nos quais vieram contrapor ao uso de métodos tradicionais, bem como contribuir para o aprendizado conjunto entre pesquisadores e participantes. 

METODOLOGIA ATIVAS: possíveis ferramentas para uma educação de qualidade

DOI: 10.22533/at.ed.1532012024

Palavras chave: Metodologias Ativas. Aprendizagem significativa. Projeto interventivo.

Keywords: Atena

Abstract:

This paper aims to describe how the mediator of an intervention project can use different Active Methodologies in the process of literacy and literacy in the current scenario of a public school in the DF, in the process of teaching-learning of students who were in reading and learning. writing. This research was qualitative in nature, mediated by the action research methodology. We included  as research subjects a group of fifth year students, being used as data collection, planning, activities and reports of the classes. From action research it was possible to observe, describe and understand the limits and possibilities of pedagogical practice within the intervention project. Through the active methodologies we use pedagogical strategies and textual carriers found in the social context of students, which aroused greater interest and participation of students, making them protagonists of classroom activities. We conclude that the use of inverted class, problematization methodology, shared learning, tutorial, individual and the strategies used contributed significantly in the construction of knowledge, which came to counteract the use of traditional methods, as well as contribute to joint learning among researchers. and participants.

Autores

  • Cristina Célia Rocha de Macedddo
  • Elaine Cristina Farias Fernandes
  • Rosalina Rodrigues de Oliveira
  • Roseli de Melo Sousa e Silva