METODOLOGIAS ATIVAS (SALA DE AULA INVERTIDA) NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES

O presente estudo configurou-se a partir de uma perspectiva investigativa que está enredada por dois campos do saber: Ensino e Meio Ambiente. Ensino porque procurou descrever como se deram os entrelaçamentos em rede entre professor e estudantes (atores humanos) e os recursos digitais tecnológicos, artigos e leis (atores não-humanos) para uma tecitura de conhecimentos. E, Meio Ambiente porque teve como objetivo descrever a tecitura de conhecimentos sobre o tema Educação Ambiental em um curso de Bacharelado em Educação Física. Como escopo teórico e metodológico o estudo se aproximou da Teoria Ator-Rede, de cunho qualitativo e com abordagem descritiva. A pesquisa possui como centralidade as controvérsias advindas da mobilidade entre os humanos e não-humanos em uma rede de produção de saberes cujo tema emerge da Educação Ambiental. O estudo desenvolveu-se com um grupo de 65 estudantes de Bacharelado em Educação Física, mais especificamente na disciplina de Tópicos Especiais - Esportes de Aventura de um Centro Universitário localizado na cidade de Volta Redonda, região Sul do estado do Rio de Janeiro. Para a produção dos dados utilizamos o caderno de campo, a roda de conversa e as narrativas do professor e dxs estudantes no ambiente digital de aprendizagem Edmodo. Concluímos que a tecitura de conhecimentos sob o tema Educação Ambiental no contexto dessa pesquisa se deu de maneira não linear, rizomática e por meio de associações advindas dos movimentos dos actantes na rede sociotécnica. Como produto foi elaborado um curso de extensão na modalidade de Educação a Distância, sob o tema Educação Ambiental na formação do Profissional de Educação Física que utiliza a Teoria Ator-Rede como arcabouço teórico metodológico no seu design.

METODOLOGIAS ATIVAS (SALA DE AULA INVERTIDA) NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES

DOI: 10.22533/at.ed.423201405

Palavras chave: Metodologias Ativas; Sala de Aula Invertida; Rede Sociotécnica; Educação Física; Formação de Professores

Keywords: Active Methodologies; Flipped classroom; Sociotechnical Network; Education Physical; Teachertraining

Abstract:

The present study was developed from a research perspective that is entangled by two fields of knowledge: Teaching and Environment. Teaching because it sought to describe how the intertwining network between teacher and students (human actors) and the technological digital resources, articles and laws (nonhuman actors) to a knowledge structure. E, Environment because it had as objective to describe the tecitura of knowledge on the subject Environmental Education in a course of Bachelor in Physical Education. As a theoretical and methodological scope, the study approached the Actor-Network Theory, with a qualitative character and a descriptive approach. The research has as centrality the controversies arising from the mobility between humans and nonhumans in a network of knowledge production whose theme emerges from Environmental Education. The study was developed with a group of 65 students of Bachelor of Physical Education, specifically in the discipline of Special Topics - Adventure Sports of a University Center located in the city of Volta Redonda, southern region of the state of Rio de Janeiro. For the production of the data we use the field notebook, the talk wheel and the narratives of the teacher and of the students in the Edmodo digital learning environment. We conclude that the tecitura of knowledge under the theme Environmental Education in the context of this research occurred in a nonlinear, rhizomatic way and by means of associations coming from the movements of the actants in the sociotechnical network. As a product, an extension course was developed in the form of Distance Education, under the theme Environmental Education in the formation of the Physical Education Professional that uses the Actor-Network Theory as a theoretical and methodological framework in its design.

Autores

  • Cassio Martins
  • Marcelo Paraiso Alves
  • Sandro Jorge Tavares Ribeiro