FROM HERITAGE TO CITIZENS’ CREATIVITY – THE ECOLOGY OF DESIGN AND PARTICIPATION IN PAREDES’ INDUSTRIAL HERITAGE

O presente artigo explora a dinâmica do design, o envolvimento dos cidadãos e a cultura local, na estrutura da cidade de Paredes e seu património industrial. Este estudo de caso específico visa demonstrar o design de comunicação como um componente estratégico para a ecologia das organizações. Isso é avaliado no contexto de Paredes, uma região industrial tradicional do norte de Portugal, com um deficit simbólico na sua principal atividade industrial, a indústria de mobiliário. Paredes tem uma tradição empresarial historicamente enraizada, centenária, com ativos endógenos variados, uma posição geográfica privilegiada e um forte património industrial associado ao mobiliário e indústria da madeira. Esta atividade define uma identidade e uma cultura local e é reconhecida como tal. A relação da indústria com o design como estratégia, metodologia e produto evoluiu muito significativamente, tendo uma estratégia de governança estruturada que visava conectar-se às práticas de desenvolvimento sustentável em design, mas que vagueia por uma série de decisões que relatam agendas incompatíveis com essa mesma estratégia de design. Para sustentar esse desenvolvimento regional, o design é incluído nas políticas e confirmado como promotor do desenvolvimento de uma cidade criativa. Esta pesquisa reconheceu o design como um potenciador da interpretação da estratégia organizacional, um modelo de inovação que se ramifica nas esferas económica e criativa. Evolui para construir o conceito de economia criativa e está particularmente associado a modelos de desenvolvimento territorial. Além das condições tradicionais ligadas à estratégia industrial, o design como constituinte do desenvolvimento das organizações pode ser interpretado como a ponte entre estratégia, comunicação e participação.

FROM HERITAGE TO CITIZENS’ CREATIVITY – THE ECOLOGY OF DESIGN AND PARTICIPATION IN PAREDES’ INDUSTRIAL HERITAGE

DOI: 10.22533/at.ed.8372019028

Palavras chave: design, indústria de mobiliário, património local, Paredes

Keywords: design, furniture industry, local heritage, Paredes

Abstract:

The following paper explores the dynamics of design, citizens’ engagement and local culture, in the framework of the city of Paredes and its industrial heritage. This particular case study aims at demonstrating communication design as a strategic constituent for the organizations’ ecology. This is assessed in the municipality of Paredes, a traditional industrial region in Northern Portugal, with a symbolic deficit in its main industrial activity, the furniture industry. Paredes has a historically rooted entrepreneurial tradition, centenarian, with varying endogenous assets, a privileged geographical position and a strong industrial heritage associated with furniture and wood. This activity defines an identity and local culture and is recognized as such. The relationship of the industry with the design as strategy, methodology and product has evolved very significantly, having a framed governance strategy that aimed to connect with sustainable development practices in design, but that wanders by a series of decisions that report to mismatched agendas with the design. To enhance this regional development, design is included in policies and upheld as a promoter of development for a creative city. This research acknowledged design as an enhancer for the interpretation of organizational strategy, an innovation model that branches into the economic and creative spheres. It evolves to build the concept of creative economy, and is particularly associated with models for territorial development. In addition to traditional conditions linked to the industrial strategy, design as a constituent part of the development of organizations may be interpreted as the bridge between strategy, communication and participation.

Autores

  • Heitor Alvelos
  • Jorge Brandão Pereira
  • Vitor Quelhas