Visualizações

4

SAÚDE MENTAL E RENDA: IMPACTO DOS TRANSTORNOS MENTAIS NA ECONOMIA REGIONAL

As doenças mentais acompanham a humanidade desde seus primórdios, porém é recente se falar de outros fatores ligados ao adoecimento da mente, sendo o trabalho e renda, fatores que muito se alteram devido a esse tipo de adoecimento que na maioria dos casos torna o sujeito incapaz. No aspecto econômico, ocorre grande oneração ao tempo em que o sujeito acometido deixa de produzir bens e serviços, e passa a sobreviver de renda da seguridade social. Para elaboração desse trabalho, utilizou-se abordagem de natureza qualitativa, quanto aos objetivos, caráter descritivo, e quanto ao delineamento, de caráter documental. Para tanto, foi realizado um levantamento entre os meses de julho a setembro de 2018 utilizando as bases de dados de livros e manuais do Ministério da saúde, e artigos. O conhecimento sobre o aspecto econômico do transtorno mental é de suma importância, para que possamos repensar na prevenção e reabilitação das pessoas acometidas por esse mal. Saber o quanto se investe em tratamentos e o quanto se paga por pessoa amparada por um benefício de prestação continuada, é uma forma de ampliar a visão para essa problemática, uma vez que se costuma mensurar o ser humano, durante a sua utilidade, ao tempo em que esse passa a ser passivo e não mais colaborativo para o Desenvolvimento Regional e o crescimento da economia, e passa a ser considerado apenas um fardo, um peso a ser pago pelo trabalho dos contribuintes.

SAÚDE MENTAL E RENDA: IMPACTO DOS TRANSTORNOS MENTAIS NA ECONOMIA REGIONAL

DOI: 10.22533/at.ed.8372019024

Palavras chave: Saúde mental. Economia solidária. Geração de renda. Desenvolvimento regional.

Keywords: Mental health. Solidarity economy. Income generation. Regional development.

Abstract:

Mental illnesses can be present from the very beginning, from the moment they are found, the factors that change due to a type of decision that are at the time of. In the economic aspect, a great burden occurs while the issue of law ceases to generate goods and services, and social security becomes necessary. To obtain the work, use the qualitative nature, as far as the objectives, descriptive, and as to the delineation, of documentary character. For that, a survey was carried out between the months of July, 2018 using as databases of books and manuals of the Ministry of Health, and articles. The mental about the economic aspect of the mental disorder is important for the development of the prevention and rehabilitation of the people affected by this disease. Knowing how to invest in treatments and how much is paid by the person supported by a continuous benefit benefit, is a way to broaden the vision for this problem, since it is customary to measure the human being, during its usefulness, to the time in What is a liability and no more collaborative for regional development and economic growth, and is not just a burden, is a burden paid by the work of taxpayers.

Autores

  • Hudson Wallença Oliveira e Sousa
  • Larissa Carvalho de Sousa
  • Marilsa de Sá Rodrigues
  • PATRICIO FRANCISCO DA SILVA
  • Patrício Francisco da Silva