ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO USO DE AGREGADO RECICLADO DE CONCRETO NA RESISTÊNCIA MECÂNICA DE ARGAMASSAS

A reciclagem de resíduos sólidos é uma boa alternativa para diminuir os impactos gerados pelo uso desordenado de matéria prima e pela redução das áreas de deposição, devido ao grande volume de descarte de resíduos gerados ao longo do ano em todo mundo. Além disso, é uma forma de reduzir a extração de mais materiais do meio ambiente. Neste contexto, inserem-se os resíduos da construção civil, que tem provocado severos danos. Os resíduos oriundos de atividades de construção e demolição geralmente são sólidos, com materiais densos e com características diversas por conter materiais variados. Essas características podem se apresentar como barreira para serem reutilizados em novos materiais, como, por exemplo, em concretos e argamassas. Existem vários tipos de resíduo da construção civil, como os resíduos de concreto pré-moldado (resíduos cinza) que tem um dos maiores potenciais de utilização, uma vez que se conhecem suas propriedades básicas (resistência à compressão, idade, materiais utilizados, etc.) e têm um menor grau de contaminação por outros materiais, quando se compara com outros resíduos da construção. O objetivo deste estudo é avaliar as características do desempenho mecânico de matrizes cimentícias confeccionadas com resíduo cinza e a sua possível utilização em larga escala. Foram confeccionadas matrizes cimentícias para argamassas com substituição de 0%, 25%, 50% e 75% do agregado miúdo natural pelo resíduo cinza e relação água/ cimento fixa de 0,48. Por meio do ensaio de resistência à compressão foi observado, aos 28 dias, que as argamassas com substituição tiveram aumento de resistência comparando com a matriz cimentícia de referência.

ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO USO DE AGREGADO RECICLADO DE CONCRETO NA RESISTÊNCIA MECÂNICA DE ARGAMASSAS

DOI: 10.22533/at.ed.43319200824

Palavras chave: Agregado de concreto reciclado. Resíduo cinza. Resistência da argamassa. Sustentabilidade.

Keywords: Recycled concrete aggregate. Gray residue. Mortar strength. Sustainability.

Abstract:

Solid waste recycling is a good alternative to reduce the impact caused by the disorderly use of raw material and the reduction of deposition areas due to the large volume of waste discards generated throughout the year around the world. In addition, it is a way to reduce the extraction of more materials from the environment. In this context is included the construction waste, which has caused severe damage. Wastes from construction activities and demolitions are generally solid, with dense materials and with variable characteristics because they contain different types of materials. These characteristics may be a barrier to the reuse in new materials as, for example, in concrete and mortar. There are several types of construction residues, such as precast concrete residues (gray residues). They can be cited as having one of the greatest potentials of use, due to the knowledge of its basic properties (compressive strength, age, materials used, etc.) and it has a lower degree of contamination by other materials when compared to other building wastes. The objective of this study is to evaluate mechanical performance characteristics of cement matrix made with gray residue and its possible use in large scale. Cement matrixes were made by the replacement of 0%, 25%, 50% and 75% of the natural aggregate (sand) by the gray residue and using fixed water/cement ratio of 0.48. Through the compressive strength test, it was observed at 28 days that the mortars with replacement had an increase in strength compared to the reference cementitious matrix.

Autores

  • Bráulio Silva Barros
  • Fernanda Cavalcanti Ferreira
  • Joanna Elzbieta Kulesza
  • Romildo Alves Berenguer
  • Thais Marques da Silva
  • Yane Coutinho
  • Yane Coutinho Lira