Adesão e Preservação do Tratamento de Diabetes Tipo II: A Relação das Pessoas com o Diabetes Tipo II e os Medicamentos

Este estudo objetivou conhecer as crenças que norteiam as atitudes quanto à adesão e
preservação do tratamento em pessoas com diabetes tipo II, sendo utilizada como forma
metodológica a abordagem qualitativa. Participaram da pesquisa, quatorze pessoas
com diabetes tipo II, sendo utilizada a entrevista em profundidade, como técnica de
coleta de dados. Através da análise, foram encontrados três temas de significação:
a influência do conhecimento sobre o diabetes tipo II e suas consequências; as
concepções sobre os tratamentos e a relação entre médicos e pacientes, bem como, o
papel da família, e da sociedade em relação à pessoa com diabetes tipo II. Constatouse,
que as pessoas com diabetes tipo II possuem conhecimento teórico da importância
em tomar os medicamentos de forma correta, e em conformidade com as prescrições
e orientações médicas, mesmo entre aquelas que admitem rupturas no tratamento,
ainda verificou-se que a família e o médico, são fatores determinantes na adesão e
preservação do tratamento.

Adesão e Preservação do Tratamento de Diabetes Tipo II: A Relação das Pessoas com o Diabetes Tipo II e os Medicamentos

DOI: 10.22533/at.ed.151192511

ISBN: 978-85-7247-815-1

Palavras chave: 1. Diabetes – Diagnóstico. 2. Diabetes – Tratamento.

Ano: 2019

Autores

Artigos